Arte

Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol

25.04.17

Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol - empreendedora, ilustradora e maravilhosa. Venha conhecer a arte múltipla de Amanda MolA loja e o atelier da Amanda Mol é a personificação de tudo que é mais positivo e alegre. Decoração, ilustrações perfeitas, letterings, aromatizadores de ambiente, cadernos, planners, colares em prata – são apenas um pouquinho de toda a arte da Amanda. Viva, energizada, equilibrada e cheia de amor. Com uma rápida conversa já dá para perceber como a Amanda é – e como ela passa um pouquinho de si para todos os produtos de sua loja. Da mesma fôrma do amor e com cheirinho de natureza; com aquele jeitinho de uma calma tarde de domingo, com a intimidade de um cobertor quentinho e a felicidade de um sorriso amplo – foram essas as sensações que os produtos da Amanda me passaram, e foi essa sensação que quis demostrar nas fotos para este post e que vim trazer para vocês.Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol - empreendedora, ilustradora e maravilhosa. Venha conhecer a arte múltipla de Amanda MolUma coisa que eu admiro muito na Amanda – de tanto ler sobre ela e stalkear suas redes sociais, parece até que somos amigas de anos, hahaha – é a forma como ela construiu uma marca sólida, uma identidade visual, identidade essa que é própria dela e que foi apenas estendida aos seus produtos, como se fosse um prolongamento dela mesma. Toda essa experiência foi, inclusive, reunida em um curso virtual, a Oficina para Sonhadores, onde ela conta como começou, quais materiais usa e como transformou seus sonhos em seu trabalho – mais ou menos como eu e o Blog. E também disponibilizou uma versão do curso em seu canal do YouTube – eu já to assistindo tudinho pra me ajudar com meus sonhos, dá uma passadinha lá você também!Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol - empreendedora, ilustradora e maravilhosa. Venha conhecer a arte múltipla de Amanda MolDe todos os presentes lindos que Amanda Mol me enviou, eu tenho de admitir, me apaixonei perdidamente pelo kit da gratidão. Esse é um sentimento muito presente em mim, seja devido à teoria de “O Segredo” – que eu sigo como vocês bem sabem – seja pela gratidão à Deus. Ando percebendo que cada dia mais, as benção e os milagres vão aparecendo na minha vida, e cultivar a gratidão é um dos maiores motivos. Deixei essa linda lettering no meu “Painel da Gratidão” para sempre olhar e me lembrar. A estátua então, é uma obra de arte que merecia um post só dela! Minha avó amou ela e eu também. Cada detalhe perfeito moldado pela Amanda, cada perfeição da anatomia e do movimento de yoga, formam essa peça única e linda – e que já está no meu quarto também. Foi inevitável não tirar milhares de fotos dos produtos, e principalmente, da estátua – então se preparem, meu Instagram vai lotar de Amanda Mol e suas delicadezas. ♥ Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol - empreendedora, ilustradora e maravilhosa. Venha conhecer a arte múltipla de Amanda MolEsse caderninho lindo de signos (a louca do signos, prazer, Samira Oliveira) vem com um papel bem grossinho que, a meu ver, pode ser usado tanto para escrever ou para desenhar (alô alô ilustradores!). Achei ele tão lindo por unir todos os signos – ah, na Loja ainda tem caderninhos de cada signo que são perfeitos para presentear!♥Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol - empreendedora, ilustradora e maravilhosa. Venha conhecer a arte múltipla de Amanda Mol

Leia mais

Da confeitaria para o atelier, conheça os acessórios em biscuit de Bruna Nóbrega do “Arte Vira Lata”
Fofurices de papelaria do Estúdio Anzol
Ilustrações musicais da artista brasileira Fernanda Fernandez
Beauty Outros

One4You Lançamento da linha Home Care no Salão Top Milano e Resenha do Tratamento Profissional.

23.04.17

One4You produtos profissionais para cabelos, Lançamento da linha Home Care no Salão Top Milano da Vila Madalena em São Paulo -Samira Olivera Blog Dezoito em PontoA One4You é uma marca profissional de tratamento para os cabelos, usada apenas nos melhores salões de beleza. Na última quarta feira (19) fui convidada para comparecer ao evento de Lançamento da linha de Home Care no Salão Top Milano na Vila Madalena. Cada kit de produtos tem uma finalidade diferente, isso porquê em cada momento nossos cabelos necessitam de um cuidado diferente. Por exemplo, no meu caso, meus cabelos estavam com boa elasticidade (veja o segredinho neste post), encorpado e nutrido mas precisava de uma boa hidratação. Então, após essa análise, a profissional da One4You aplicou o tratamento de Hidratação nas minhas madeixas ruivas, e o resultado foi surpreendente!One4You produtos profissionais para cabelos, Lançamento da linha Home Care no Salão Top Milano da Vila Madalena em São Paulo -Samira Olivera Blog Dezoito em Ponto

  • O primeiro produto aplicado foi um Shampoo que funciona como um primer. Ele é adstringente e prepara a raiz para receber o tratamento. Gostei bastante da forma como ele limpou a raiz, retirando todas as impurezas e resquícios de outros produtos.
  • O Segundo foi o Shampoo da Linha Balance Control, ele é destinado para cabelos mistos a oleosos, e controla a oleosidade e faz uma reposição hídrica, além de deixar os fios mais suaves e brilhantes. Ele pode ser usado em todo o comprimento para limpar a nutrir bem. Depois é necessário tirar o excesso de água para aplicar a máscara.
  • Máscara de Tratamento da Linha Full Recovery. Indicada para cabelos volumosos (como o meu) e extrassecos (como é o caso do comprimento e das pontas), deixou o cabelo muito hidratado, macio e bem levinho depois de seco. Exatamente como previsto, ela selou as cutículas do cabelo e o deixou muito macio. Para aplicação, é essencial passar o produtos com os dedos – em cada mecha – e depois ir alinhando com um pente.
  • Após uma pausa de apenas 5 minutos, o Condicionador, também da Linha Full Recovery; para finalizar o tratamento. Após sua aplicação não é necessário uma pausa – para a felicidade geral hahaha.

Leia mais

Análise crítica do filme “A Chegada” sob a ótica linguística da teoria Sapir-Whorf
Presentes criativos para Médico e estudantes de Medicina
Resenha de A Bela e a Fera – live action da Disney| O renascimento da magia!
Literatura

Resenha: O Canto Mais Escuro da Floresta – Holly Black| O encanto cruel das fadas

17.04.17

O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

Livro: O Canto Mais Escuro da Floresta
Série: -
Autor(a): Holly Black
Editora: Galera Record
Genero: Young Adult
Páginas: 293
Classificacao:
Sinopse: Hazel e seu irmão, Ben, moram em uma cidade onde humanos e fadas convivem. A magia aparentemente inofensiva desses seres atrai turistas de todas as partes, que querem ver de perto as maravilhas do lugar e, principalmente, o garoto de chifres e orelhas pontudas que descansa em um caixão de vidro. Hazel e Ben eram fascinados pelo garoto quando crianças. Mas, à medida que crescem, as histórias e teorias que inventavam perdem o encanto. Eles sabem que o garoto de chifres nunca acordará… Até que um dia ele acorda. Agora, os irmãos precisam se tornar os heróis que fingiam ser em suas brincadeiras e desvendar os mistérios que envolvem aquele príncipe com chifres.

Quando “O Canto Mais Escuro da Floresta” chegou aqui em casa, eu já sabia que iria amar fazer resenha dele. Já sabia que ia ser imersa num mundo encantador, já sabia que sentiria um inebriante perfume de seres mágicos muito bonitos e de bebidas de fadas. E eu estava certa.

Nas primeiras páginas, eu comecei a achar que todo o castelo mitológico que eu havia construído e esperado para esse livro, não se realizariam. Comecei a lamentar que o livro fosse apenas um romance romântico adolescente, sem o encanto que eu imaginava. Mas ainda bem, eu me equivoquei. Minha primeira impressão estava certa, e depois de algumas páginas aparentemente “normais” descrevendo a vida de uma adolescente “normal”, a diversão começou a acontecer. No começo do livro, Hazel é uma garota que, segundo seu irmão, tem uma áurea de mistério e garra em volta de si que atrai as pessoas – mas além disso, ou por isso mesmo – ela também é famosa por quebrar corações. Isso significa que ela ilude todos os garotos do colégio, ela beija todos por beijar, se divertindo com a situação, e brincando com os corações. Mas será que essa brincadeira é apenas uma busca por atenção ou há algo mais? Há uma necessidade urgente em viver ao máximo e em aproveitar ao máximo o tempo que ainda lhe resta? Descubra um mundo de perigos, segredos e cavaleiros; descubra o canto mais escuro da floresta.

O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

Depois desse começo, e da apresentação de nossa personagem principal por um narrador onisciente, a magia vai sendo apresentada. No início, tudo gira em volta do garoto de chifres que dorme num caixão de vidro no meio da floresta. Calminha, eu vou explicar. A cidade em que moram é Fairfold, famosa por seus acontecimentos “sobrenaturais” para os turistas e pelo seu menino de chifres. Mas os moradores sabem os segredos da cidade, sabem os perigos de andar pela floresta em noites de lua cheia – antes, durante e após ela. Eles sabem que devem ser cautelosos com as Fadas – não agradecer, não beber ou comer nada que oferecerem, mas principalmente: não fazer nenhum acordo com elas. Isso porque as fadas tendem a ser seres cruéis, que dão algo apenas para roubar outra coisa mais valiosa em troca. Que não se deixa atender nenhum pedido se não for por um preço alto. E que mata humanos como se fosse tão natural quanto uma refeição. Os moradores sabem, que devem manter a relação entre humanos e fadas a mais pacífica possível; sabem que devem colocar aveia nos bolsos ao sair de casa e vestir as meias ao contrário, sabem que as Fadas tem sentimentos diferentes dos nossos, talvez principalmente por serem imortais.

O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

No enredo temos os irmãos Ben e Hazel Evans; ele, com um tremendo dom para a música, ela com uma vida completamente normal. Fato que horas a deixa desesperada, horas a faz imaginar-se vivendo longe da cidadezinha, do Povo, e de todas as anormalidades que acompanham a sua vida social. Os irmãos sempre foram bem unidos, brincando juntos e se inserindo na mágica de Fairfold, juntamente da sua atração principal: o  garoto de chifres. Juntos, eles contavam histórias sobre o menino, a quem chamavam amorosamente de Príncipe. Sem notar, construiriam um universo à parte e mais mágico do que já era, onde tinham o garoto de chifres como seu mais fiel amigo, a quem podiam confiar seus segredos mais profundos – afinal, ele nunca acordaria.

Mas um dia ele acorda.

E tudo o que lhe foi confiado pode ser usado contra os irmãos. Toda a certeza de um dia ter uma vida normal, toda a angustia adolescente, todas as festas ao redor do caixão do menino, tudo – poderá acarretar uma consequência para a cidade. Quantos segredos é possível guardar? Quanta coragem é possível portar? Mas acima de tudo: quanto conhecimento sobre nós mesmos é possível estimar?

A escrita de Holly Black é leve e nos faz implorar por mais uma linha. Com uma narração acelerada, é impossível largar o livro na cabeceira – pelo menos até o sol raiar. Holly é norte americana e mora em Nova Inglaterra e ficou mundialmente famosa pela série de livros As Crônicas de Spiderwick. Em suas histórias, folclore, fantasia e demais elementos no imaginário, se fundem e formam a mixagem de suas histórias. Ela também escreveu a série literária Magisterium juntamente com sua amiga, Cassandra Clare. Ganhou prêmios importantes da literatura inglesa como: Andre Norton Award, Mythopoeic Award e Newbery Honor. Saiba mais sobre a autora clicando aqui.

Há um monstro em nossa floresta. E ela irá te pegar se você não se comportar. Irá te arrastar por folhas e galhos. Te castigar por todos os malhos. Partidos teus ossos e cortadas tuas asas. Você nunca, nunca mais voltará para…
O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto
Hazel piscou. Tinha ficado tão boa em reprimir as memórias que não gostava, tão boa em trancá-las bem guardadas. Nada do que ele dissesse devia tê-la surpreendido; eram apenas fatos sobre a sua vida, afinal. Mas ela se viu surpreendida mesmo assim. Tudo aquilo tinha acontecido há tanto tempo que ela achava que não importava mais.
O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto
Não importava que ele estivesse vestido com roupas comuns; ele não era comum. Era a personificação do que as Fadas deveriam ser, o sonho que ninara aquelas pessoas a Fairfold e o sonho que as convencera a ficar, apesar de todos os perigos.

Para as fotos eu busquei trazer toda a impressão que eu tive com o livro, colocando você no universo de Fairfold, como se estivesse mesmo láe, pisando o chão da floresta coberta de folhas. Como se estivesse pronto para sair de casa – com aveia e frutas vermelhas nos bolsos, meias vestidas ao contrário e deixando uma vasilha de leite na porta de casa. Tenha cuidado com a magia, não faça acordos, talvez você nunca mais volte para…

Ah, e não beije estranhos, combinado?O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

O Canto Mais Escuro da Floresta de Holly Black| O Encanto Cruel das Fadas editora Galera Record resenha por Samira Oliveira do Blog Dezoito em Ponto

Se você gostou das minhas fotos, dê um pulinho da categoria “Fotografia” e se encante mais um pouco. Mas se o seu amor é só por livros, veja a categoria “Literatura” – será mais doce do que bebida de Fadas! Ah e para aprender a fazer aquela caneca de cacto (onde coloquei aveia) clique aqui.

O Garoto do Sonho – Erick Mafra | SORTEIO LIVRO AUTOGRAFADO + Brindes exclusivos
Resenha: A Guerra Que Salvou A Minha Vida| Recomeço e Destruição
Evento da DarkSide – Lançamento de Twin Peaks + jogo de escape
Jóias

Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano

11.04.17

Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano Post por: Samira Oliveira. Blog Dezoito em PontoCharms da Pandora são uma paixão! E o que dizer dos Charms Disney e dos lindos Muranos? Aprenda a organizar seu bracelete Pandora ♥ Neste post eu expliquei detalhadamente as diferenças entre as pulseiras da Vivara e as da Pandora, então se você ainda não conhece minhas pulseiras e quer saber um pouco mais sobre cada joalheria, não se esqueça de acessar esse post.


Como dito anteriormente, a Pandora é uma joalheria que preza na beleza e harmonia na hora de montar o bracelete. Ela tem 3 “nós” que nos ajudam a separar as sequências de charms, ou as cores de cada sequência. No canal do YouTube da marca, há um vídeo em que ensina a combinar os elementos que irão no bracelete. A sequência seria: corrente de segurança, charm1, charm2, clip (primeira sequência); charm1, separador1, charm penduradinho, separador1, charm1 e clipe, e por último (retomando a primeira sequência): charm1 e charm2 .

Porém, como eu já disse no outro post, eu não sou muito adepta desse estilo, mesmo porquê eu ainda não tenho mais do que 1 bracelete. Portanto meus planos para minha Pandora é colocar todos os charms que eu mais gosto tentando combiná-los. Eu ainda estou meio em dúvida sobre a coleção deles da Disney, não sei se compro esses charms deles ou se espero a nova coleção (que pelo que eu consegui ver, depois de muita pesquisa, vai estar incrível!) então, penso em deixar 1 dos 3 espaços apenas para charms da Disney. Em outro espacinho, planejo deixar apenas para charms com temática natalina e por fim, charms em tons de verde e rosa (ainda não me decidi se farei esse último espaço apenas com cores geladas ou quentes ou se misturarei os dois mesmo).

Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano Post por: Samira Oliveira. Blog Dezoito em Ponto
    • Gatinho de Natal, meu amor por gatinhos. R$ 175,00 
    • Charm bola rena de Natal, porque é um charm muito fofinho e delicado. R$185,50
    • Vovó, assim que vi esse charm já o quis pois é a única vovó de Charm e eu queria muito um que representasse minha vó (mesmo ela tendo achado ruim já que essa vovó é beeem mais velhinha que ela hahaha). R$ 155,00
    • Charm pinheirinho de Natal, com detalhe em ouro. Representa a decoração dessa época e como eu amo quando as árvores e a cidade estão decoradas. R$275,00
    • Charm filhotinho, representa meu amor por cães (alô Belinha! ♥). R$175,00
    • Charm cupcake de Natal, é todo lindo e coloridinho e representa as delícias dessa época. R$108,50
    • Charm Papai Noel (porque né, hehe) indisponível no site.


Quanto à quantidade que cabe em cada espacinho, é bem difícil de acertar com exatidão. Isso porquê, se você colocar mais charms penduradinhos vão caber mais, enquanto que, se você colocar charms mais “gordinhos” vão caber menos. Então, acredito que esses do Natal todos podem caber pelo fato de 1 deles ser de pendurar. A estimativa que fiz é de que cabe de 6 a 8 charms dependendo do tipo deles. Na imagem de baixo, dos “charms variados” eu acredito que apenas uma fileira vai caber – mas como eu não tenho certeza se farei a sequência de pingentes da Disney, então a segunda fileira pode ir para o último espacinho. Na imagem abaixo eu busquei deixar os charms pendurados um longe do outro, e deixar o Murano e a bolinha com pedras azuis longes também (para distribuir a cor azul), as duas bolinhas de flores também deixei uma boa distância entre elas para não ficar repetitivo.

Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano Post por: Samira Oliveira. Blog Dezoito em Ponto
    • Charm de coração com Rubi, foi presente de aniversário da minha mãe. Ele não tem nenhuma representação específica mas acho que representa o amor né. R$ 185,00
    • Charm de papagaio com zircônias, presente de aniversário da minha tia. Achei bem delicado e muito fofinho por ser colorido e cheio de detalhes. R$ 215,OO
    • Charm corujinha mestre, presente de aniversário do meu pai. Esse pingente representa a letras e a licenciatura. R$ 255,00
    • Charm sapo príncipe, com detalhe em ouro. Achei uma gracinha e esse conto é bem bonito. R$ 345,00
    • Murano facetado verde mar, eu amo essa cor e amo azul. E é claro que eu preciso ter ao menos um Murano no meu bracelete né? R$250,00
    • Charm cisne, representa elegância e beleza. R$213,75
    • Charm flor de margaridas. R$157,50
    • Charm anjo divino, com detalhe em ouro, representa a proteção do meu anjo da guarda. R$285,00
    • Charm de lapidação puresse, gotas de orvalo azul. R$295,00
    • Charm abraço de urso, com detalhe em ouro, achei muito fofinho e representa uma coisa que eu amo: abraços!  R$325,00
    • Charm loucos por café, cafeteira italiana, eu amo café então bom, eu preciso de um charm assim hehe R$ 195,00
    • Charm flores do campo, temporariamente em falta.
    • Charm câmera fotográfica, representando meu amor por fotografia. R$225,00
Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano Post por: Samira Oliveira. Blog Dezoito em Ponto

Pelo que andei pesquisando, os charms da Disney vão sendo atualizados e alguns antigos vão sendo retirados (pelo menos no site eu não encontrei muita coisa que tinha encontrado quando eles lançaram a coleção, em 2015). Ouvi alguns boatos de que terá uma nova coleção – inclusive com a Madame Samovar, o Zip e o Lumiére, meus preferidos! Então aqui coloquei apenas os mais que eu mais gostei (embora eu tenha amado todos). Se fosse para comprar (tivesse como comprar aqui no Brasil) eu ficaria com a carruagem da Cinderela (a primeira), o vestido da Aurora, a maçã da Branca de Neve e o Ursinho Puf. Agora, o Murano rosa (com a cor do vestido da Aurora) é um charm importante e fofo. O Murano da Minnie também. Outro que eu acho muito lindo é o coração com frase da Cinderela “A dream is a wish your heart makes” eu acho que essa frase tem tudo a ver comigo. :-) Quanto à organização, eu acho que a primeira fileira caberia bem certinho; deixei os dois da Cinderela e os dois da Aurora juntos, deixei um espaço de 3 charms entre cada charm penduradinho, e deixei os da Minnie separados dos das princesas.



E ai? Me conta o que você achou dos meus charms preferidos e da organização deles. Quais você mais gostou? Você já tem algum desses que eu selecionei? Conta pra mim nos comentários, eu leio tudo com muito amor (e com uma xícara de café do lado ♥)
Como pretendo organizar meu bracelete da Pandora| Charms, Disney e Murano Post por: Samira Oliveira. Ph via: Fashion Coolture Blog Dezoito em PontoImagem destacada via Fashion Coolture

Pulseira Pandora X Vivara | Pontos fortes e fracos de cada uma
Em voga

Os Meus 13 Porquês| Podem acreditar numa garota viva?

10.04.17

Os Meus 13 Porquês (13 Reasons Why)| Podem acreditar numa garota viva? Confissão sobre bullying ensino médio e inferno.Com o lançamento da série 13 Reasons Why (Os 13 Porquês), assuntos como bullying e o inferno do ensino médio surgiram em todo canto – discussões na Globo, nas escolas e nas redes sociais. Mas tenho certeza, que mesmo com toda essa reflexão, ainda tem gente que não vê – mesmo porquê: “Quem acreditaria em uma garota morta?”… Bom, vocês podem acreditar numa garota viva? Espero que a resposta seja sim. Eis portanto, os meus 13 Porquês:

Olá para você que está lendo. Quem fala aqui, é Samira Oliveira, ao vivo; em imagens e em códigos de informática.  Sem promessas de retorno. Sem bis. E desta vez, sem atender aos pedidos da platéia. Espero que vocês estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente o inferno que ela foi. E, se você estiver lendo isso, você é um dos motivos.

Fita 1, Lado A

Tudo tem um começo, certo? Mas onde exatamente foi o meu? Acredito eu, que foi antes do primeiro dia de aula, lá no “infantil 3”, ou seja, quando você tem 6 anos. Sim, meu começo não foi no ensino médio – foi bem antes. E talvez por isso e tenha aguentado até o fim, corajosamente. Talvez vocês pensem que muitos porquês são inúteis, talvez você não se julgue digno de estar nessas páginas. Mas acredite, tudo há um porquê. Coleguinhas crianças, que mesmo tão pequenos sabiam ser maldosos, se aproximem, a número 1 vai especialmente para vocês. 

Já pensaram que talvez eu não tivesse nenhum amigo antes de chegar até vocês? Já pensaram que eu só quisesse alguém para conversar? E quando eu finalmente achei alguém, essa pessoa se foi. Já pensaram, meninas, como vocês foram ridículas brincando de “ter bebês” e como eu achei aquilo um tanto apavorante e nojento? Vocês não me queriam como amiga, e eu não entendia porquê – só pelo motivo de eu não gostar de suas brincadeiras sem sentido? “Amigos” crianças, realmente tinha algum problema eu ter demorado para decorar o alfabeto? Vocês sabiam que eu não estava na escola desde os 2 anos? Que não era minha obrigação saber de tudo? Não, vocês não sabiam. Amigas, sabiam que eu não tinha uma dúzia de Pollys para brincar? Que eu não queria que soubessem detalhes sobre a minha vida que eu mal sabia. Eu não queria ter de saber tão cedo a inexistência do Papai Noel. É ai que as coisas começaram.

Fita 1, Lado B

Quando você tem uns 7 anos, o menino que joga futebol e que parece gentil, é uma paixonite bem provável. Principalmente se você é a excluída, principalmente se você é invisível. E o que você fez com isso? Aproveitou a minha inexistência, ou melhor a minha existência para ser humilhada. Era interessante né? Ouvir os xingamentos; “baleia”, “grávida”, “gorda estúpida” e tantos por ai. Diariamente. Até mesmo da minha melhor amiga. Eu fui apaixonada por você, por muito tempo. Eu escrevi cartas que você mostrou a todos, eu mostrei quem eu era e você não pensou duas vezes antes de mostrar para o mundo. E naturalmente, me humilhar mais um pouco – afinal, qual seria o problema? Eu já era o saco de pancadas de mais de 50 alunos, mesmo! Sorte a sua, querido amigo, eu te superei. Bem rápido para alguém intensa. E não te culpo tanto, quem poderia amar a gorda da turma?

Fita 2, Lado A

Eu tinha começado a escrever em ordem cronológica. Mas convivi tantos anos com vocês, foram tantos episódios insuportáveis. Tantas mágoas de todos vocês. Que seriamente, eu já havia pensado várias vezes em acabar com tudo. Depois de tantos anos, você acaba finalmente esquecendo de várias coisas, mas infelizmente ou não, você não se esquece de tudo. Principalmente da dor. Lembra você, colega, quando me acusou de roubar uma figurinha do seu álbum? Lembra, amiga, quando você me incentivou a “pegar emprestado” o que não era meu? Vocês duas talvez não se lembrem, mas eu lembro. Lembro de como, colega,  você chamou sua irmã mais velha e as amigas dela, para fazerem com que eu falasse, algo que eu não entendia, algo que eu não tinha feito consciente. Bom, eu fiquei com medo, sabia? Elas eram enormes, mais velhas e muito altas. E eu era apenas a gorda, eu sabia que aquele dia eu voltaria diferente para casa. E então me escondi no banheiro e chorei.

Fita 2, Lado B

Quem será o próximo? Mesmo sem citar nenhum nome – já faz muito tempo – eu consigo ler e lembrar vividamente de cada dia, cada acontecimento, cada sofrimento. Mas talvez, ou melhor, com certeza, você não se lembre. Meu melhor amigo, essa é para você. Você que foi um refúgio e foi meu único amigo por tanto tempo; eu estive com você sempre que precisou, sempre que não quis aceitar quem você era – quando você não descobria quem você era e quem amava. Mas sabia? Depois de tantos anos, eu passei a te amar. E o que você fez? Ficou com a minha amiga, que diziam, era parecida comigo. Eu fui má com ela, eu fui má comigo. Eu não podia suportar essa traição criada na minha cabeça – afinal, você não sabia, mas não gostava de meninas. No entanto, eu estive com você e com nosso outro amigo. Sei que você sofreu, sei que ele foi obrigado a mudar de escola, ele não aguentava mais os outros, não aguentava o inferno da nossa escola. Sorte a dele, eu deveria ter me mudado junto.

Fita 3, Lado A

Espere, vai ficar bom. Talvez você esteja achando um pouco entendiante. Na verdade eu ainda estou na infância e na quase pré adolescência. Mas se prepare, você vai chegar à sua fita. E quanto mais para o final você estiver, pior para você. Mais recente, mais cruel e mais culpa você vai ter que carregar. Agora, veremos a justiça que a escola fez. Nenhuma. Por tantos anos, nenhuma. Eu não culpo os profissionais meus amigos,  na verdade, no ensino médio, o problema era quase irrefreável para eles. Será que eles poderiam ter feito alguma coisa? Eles que receberam jovens formados, jovens que quando criança não foram impedidos. Jovens que sempre se julgaram os donos do mundo. Os professores receberam eles já prontos, não tinham mais o que fazer. Mas você teve, você, dono dessa fita teve. E você só percebeu isso depois que um aluno sofreu bullying por ter o mesmo nome que um esquizofrênico da novela. Sério? Eu lhe pergunto: sério mesmo? Jura que você nunca achou que era errado os xingamentos e as agressões que eu sofria? Nunca julgou errado quando um menino da sala tentou me enforcar? Sério mesmo? Sério que você só notou que bullying existe depois desse episódio com o menino do nome? Bom, “no seu tempo” não existia bullying né? Então porquê mudou seu discurso? Porquê passou a “conscientizar” os alunos sobre isso? Bom, eu tenho uma notícia para você: não adiantou nada.

Leia mais

Como as bonecas Barbie influenciaram a imagem que eu tenho do meu corpo.
Desculpa, mas não dá pra ser um “Feliz Dia” das Mulheres
Possíveis abordagens ao tema “Intolerância Religiosa” no Enem 2016
Página 1 de 15
12345... 15››