Em voga

Lattes: monte o seu currículo agora mesmo!

07.10.20

Quando entramos no ambiente acadêmico, costumamos ouvir alguns termos novos que passam a fazer parte do vocabulário dos estudantes. Este é o caso do currículo lattes! Aqui você também vai aprender um modelo de currículo completo!

Se você está cursando uma faculdade, é bem provável que já tenha ouvido falar sobre o gigantesco Lattes de alguma professora ou de alunos que fazem de tudo por um currículo impecável. 

Então, caso você seja uma dessas pessoas que está buscando aprimorar seus conhecimentos e ter o seu próprio perfil do Lattes online, está no lugar certo! Neste texto, te ensinaremos tudo o que precisa saber para fazê-lo agora mesmo. 

Índice – Acesse na ordem que preferir!

  1. O que é o currículo lattes?
  2. Para que serve este tipo de currículo?
  3. Quando fazer seu currículo lattes?
  4. O que devo inserir?
  5. Tem problema o currículo lattes ser extenso?
  6. Saiba como ter um currículo lattes de sucesso
  7. Hora de criar o seu perfil na Plataforma Lattes
  8. Dica extra: seja participativo(a)
  9. Currículo lattes e curriculum vitae: qual é o melhor?
Três estudantes em uma universidade. Imagem ilustrativa currículo lattes.

O que é o currículo lattes?

O lattes é o estilo de currículo usado por quem está no universo acadêmico e que pretende seguir carreira como professor, pesquisador ou cientista.

E seu nome é uma homenagem ao físico Césare Mansueto Giulio Lattes. Visto como um dos maiores cientistas nacionais, foi ele quem inspirou a criação desse modelo, em 1999.  

Então, para fazer seu cadastro gratuitamente, é necessário acessar a Plataforma Lattes. Ela pertence ao Conselho Nacional Científico e Tecnológico (CNPq), maior órgão fomentador de bolsas de pesquisas científicas do Brasil. 

Para que serve este tipo de currículo?

A criação do lattes foi feita com o objetivo de padronizar as informações acadêmicas dos pesquisadores brasileiros. Outro ponto importante é: a Plataforma funciona como uma base para consulta de agências de fomento que estão oferecendo bolsas. 

Isso quer dizer que para se inscrever em editais de iniciação científica, intercâmbio e vagas de pós-graduação é necessário ter um perfil na plataforma. 

Se você é estudante universitário no estado do Rio de Janeiro e tem interesse em concorrer a uma bolsa de pesquisa na sua área, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) pedirá que você insira o link do seu lattes entre os dados básicos.

Quando fazer seu currículo lattes?

Agora mesmo! Afinal, se você tem a intenção de se destacar no ambiente da academia, ele é indispensável. Além disso, há vagas de trainee ou estágio que pedem o lattes, além do curriculum vitae

Logo, se está no Ensino Médio e quer ingressar em uma universidade e fazer parte de projetos, não precisa esperar até chegar lá para se cadastrar. Ou, se já é universitário e irá concorrer a iniciação ou outras atividades acadêmicas, o mesmo vale. 

Portanto, se você quer fazer mestrado, doutorado ou obter outras formações, é fundamental que esteja registrado na plataforma. 

Jovem fazendo uma apresentação em sala de aula.

O que inserir no currículo lattes?

Plataforma Lattes é a página onde você irá adicionar todas as informações sobre projetos de extensão, iniciações científicas, participação em grupos de estudos e eventos acadêmicos, assim publicações de capítulos, artigos e livros. 

Outros pontos para agregar são: voluntariados, apresentações culturais – de Teatro ou Música -, prêmios, atividades complementares, voluntariados, cursos de pequena ou longa duração e nível de conhecimento em idiomas. 

Tem problema o currículo lattes ser extenso?

Não, não tem nenhum problema. Inclusive, quanto mais completo, melhor! Que alívio, não?

Isso deve ao fato de as agências de fomento preferirem aqueles alunos e profissionais que tenham um perfil completo e com boas experiências na sua área de atuação. 

A Candidato separou as melhores dicas para te ajudar a se destacar, além de um tutorial para você aprender como a montar seu currículo lattes na plataforma do CNPq. Continue a leitura!

Quatro estudantes em uma mesa de estudos. Imagem ilustrativa sobre meio acadêmico.

Saiba como ter um currículo lattes de sucesso

Antes de tudo: não tem como comprovar que participou? Não insira

Pense duas vezes antes de adicionar qualquer informação de algo que você não fez na Plataforma. 

Uma vez que os órgãos de fomento podem requerer que você comprove os feitos. Portanto, insira apenas aquilo que você pode apresentar certificados ou cartas de professores confirmando a autoria ou participação.

Demonstre que você percorreu uma trajetória

Este tópico é fundamental. Isso porque é muito importante que o seu currículo demonstre que você sabe o que quer. Então, construa uma trajetória de acordo com suas áreas de interesse.

E, durante a sua carreira no meio acadêmico, seja universitário ou de formação técnica, dê prioridade e realize projetos em certas linhas de pensamento afins.

Por exemplo, se você estuda Biologia e tem grande interesse por restauração ecológica, frequente eventos da área, procure desenvolver estudos e participar de grupos que tenham a ver com o tema. 

Com isso, você demonstra às que está preparado para assumir as responsabilidades que uma bolsa de pesquisa requer.

Faça atualizações constantes no seu currículo lattes

Quanto mais atualizado o seu currículo lattes e completo de informações úteis, são maiores as chances de você ser selecionado nos processos. 

Sendo assim, quando participar de eventos, tiver algum artigo publicado ou melhorar o seu nível de conhecimento em uma língua, não se esqueça de atualizar o cadastro na Plataforma. 

Jovem estudante digitando em um notebook. Imagem ilustrativa currículo lattes.

Hora de criar o seu perfil na Plataforma Lattes

#1 Entre na Plataforma Lattes

O site da Plataforma é de fácil acesso e navegação intuitiva. Você irá acessá-lo e, na barra direita, irá clicar em “Cadastrar novo currículo”. 

#2 Insira seu e-mail e crie uma senha

Na sequência, serão pedidos dados de nacionalidade, e-mail e uma senha para a criação do seu perfil. 

#3 Coloque seus dados pessoais

Em seguida, a plataforma solicitará dados básicos, como: nome completo, sexo, cor ou raça e documentos de identidade – CPF, RG e passaporte (caso você tenha). Também é necessário inserir o nome dos seus pais.

Depois, adicione informações sobre telefones para contato e endereço. E saiba que todos dados podem ser atualizados no futuro. Por exemplo, caso você mude de endereço ou número de telefone.

[IMAGEM]

#4 Agregue informações sobre sua formação acadêmica

Na página seguinte, você deve colocar as experiências que teve na academia, junto ao nome da instituição em que estava no momento e aos anos de início e conclusão das atividades. 

Atenção: que essa parte do currículo é a mais avaliada durante processos seletivos para vagas e bolsas, então preencha com atenção!

Além das experiências de formação, também é possível inserir participação em projetos de pesquisa e em eventos, publicação de artigos, monografias, entre outras modalidades de textos.

#5 Adicione habilidades e experiências profissionais

Nesta etapa, dê preferência às experiências profissionais que estejam relacionadas à sua área de estudos. 

Além da parte profissional, também serão pedidos dados sobre idiomas. Portanto, caso você possua domínio em alguma língua além do Português, precisará acrescentar o nível em cada modalidade: fala, escrita, leitura e compreensão. 

#6 Finalize e aguarde

Após finalizar todas as etapas, clique em “Enviar ao CNPq” e aguarde 24h para que o seu currículo esteja acessível. Este é o tempo que o Conselho demora para confirmar seus dados e subi-los para a Plataforma Lattes. 

[IMAGEM]

Dica extra: seja participativo(a)

Jovens desenvolvendo um projeto na universidade.

Além de contribuir para as suas horas obrigatórias em atividades extracurriculares, ser participativo é recompensador!

Ao atuar na organização de eventos, como congressos, seminários e colóquios, o estudante pode aprender muito sobre trabalho em equipe, produção e gestão. Ou mesmo, caso sua intenção seja apenas comparecer como ouvinte, garantimos que vale a pena a experiência.

Participar de eventos no meio acadêmico permite adquirir novos conhecimentos, conhecer pessoas de diferentes lugares com interesses semelhantes ao seu e fazer contatos para trabalhos futuros. 

Já quem atua em empresas juniores, por exemplo, tem a oportunidade de se aproximar do mercado de trabalho na área que estuda. Além disso, também aprende lidar com clientes reais e buscar meios de já começar a trabalhar com o que gosta. 

As possibilidades são múltiplas dentro do meio acadêmico. Mantenha-se informado sobre as oportunidades do seu lugar de estudo e seja participativo!

Isso agrega valor ao currículo e à sua formação enquanto cidadão, acadêmico e profissional. 

Currículo lattes ou curriculum vitae: qual é o melhor?

Isso depende dos seus objetivos! Enquanto o curriculum vitae é focado na carreira profissional, o lattes está presente no dia a dia acadêmico. 

Então, se você está quer tentar uma vaga de emprego e não sabe se é melhor enviar o currículo lattes ou vitae, a melhor escolha é o CV. Isso porque, ele atua como uma carta de apresentação do candidato para o recrutador da organização ou empresa. 

Homem jovem fazendo curriculum vitae.

Além disso, ele dá maior foco maior às experiências e à trajetória da pessoa no mercado de trabalho. E objetivo principal do CV é convencer o setor de Recursos Humanos que você é o candidato ideal para aquele posto de trabalho. 

Confira as diferenças entre os dois tipos de currículo abaixo:

  • Formato: o CV costuma ser enviado impresso ou em formato PDF às empresas e o lattes está ligado a uma plataforma online.
  • Personalização: o CV pode ser editado de acordo com as preferências de cada pessoa, já o vitae possui um padrão de formatação.
  • Tamanho: o CV deve conter duas páginas no máximo, enquanto o lattes não tem um limite.

Seja o Candidato de Sucesso dos processos seletivos e baixe o nosso modelo de curriculum vitae! Garanta o seu emprego dos sonhos clicando aqui!

Pra quê serve a Carteira de Estudante?
A melancolia dos dias úmidos e seus recomeços
Como aceitar seu corpo? Venci autoestima baixa, transtorno de imagem e bulimia
Em voga

Pra quê serve a Carteira de Estudante?

25.06.19

Nem todo mundo sabe mas quem é estudante tem um direito garantido por lei. É o direito à meia entrada! Ele é garantido pela chamada carteira de estudante que é oficial e que surgiu depois de muita luta do movimento estudantil das entidades nacionais UNE, UBES e ANPG

Você deve estar lembrando daquela carteirinha que a sua escola ou faculdade te deu e prometeu que com ela você teria acesso à meia-entrada. Certo? Errado. Ao menos para o fato de que essa carteirinha “personalizada” da sua instituição de ensino tem nenhum valor dependendo da ocasião.

Pode ser até que alguns cinemas façam vista grossa e aceitem qualquer plástico como “carteira de estudante”. Porém a maioria dos locais promotores de eventos – como cinemas por exemplo – contam com um sistema oficial nacional para consulta da sua carteira de estudante. E adivinha qual carteira eles vão cobrar de você? Sim, a carteira de estudante, a oficial, emitida pela DNE.

Eventos de grande porte como, shows internacionais, jogos de futebol e festivais aceitam apenas a carteira de estudante para te conceder o benefício. Está duvidando? Então clique aqui e veja o Rock in Rio exigindo que o estudante use exclusivamente a carteira para comprar meia-entrada:

“Os estudantes que pretendam fazer jus ao benefício devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil – CIE, documento que comprova a condição de estudante regularmente matriculado nos níveis e modalidades previstos no item “b” supra, conforme modelo único nacionalmente padronizado (para maiores informações acesse www.documentodoestudante.com.br)”

A carteira de estudante DNE é padronizada para o Brasil inteiro e é válida em todo território nacional.

Mas todo estudante tem direito a Carteira UNE?

Bom vamos lá, a lei da meia-entrada – que criou a CIE e regulamentou o benefício a nível nacional – diz o seguinte:

Terão direito ao benefício os estudantes regularmente matriculados nos níveis e modalidades de educação e ensino previstos no Título V da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que comprovem sua condição de discente, mediante a apresentação, no momento da aquisição do ingresso e na portaria do local de realização do evento, da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), emitida pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes)

Todo estudante regularmente matriculado; ou seja, do ensino fundamental, médio/ técnico, graduação e pós graduação, bem como supletivo e cursos de especialização.

Como fazer a Carteira de Estudante

É mais rápido e simples do que você pode imaginar, isso sem contar no preço, que foi pensado para caber no bolso do estudante. Para ter sua meia entrada garantida você paga apenas uma vez 35 reais pela sua carteira de estudante. Todo o processo é feito pela internet, através do site Documento do Estudante. Basta para tanto, se cadastrar com e-mail e senha ou com sua conta Facebook e seguir os passos. Sua carteira chegará na sua casa em pouco tempo!

Quais documentos preciso para fazer minha Carteira de Estudante?

Por se tratar de um documento você precisa de itens que comprovem sua identidade e sua condição de estudante, sendo eles:

  • 01 foto de rosto recente digitalizada;
  • 01 documento de identificação como RG, CNH, RNE ou passaporte;
  • 01 comprovante de matrícula no ano vigente.

Obs: No caso do comprovante de matrícula também é aceita a declaração de escolaridade fornecida pela sua instituição de ensino. Ou ainda, o boleto da mensalidade do ano atual.

Tendo tudo pronto é só fazer o upload desses arquivos no site Documento do Estudante. Para digitalizar seus documentos, basta escaneá-los ou tirar uma foto com a câmera do seu próprio celular. Bem fácil, não é? 

Quais são os passos para ter minha Carteira de Estudante?

  • Cadastro online: crie uma conta no site Documento do Estudante ou entre direto com seu Facebook;
  • Pagamento: você paga apenas uma vez R$ 35,00 + frete (calculado de acordo com o CEP);
  • Acompanhamento: depois de feito o pagamento e já logado no site, você faz o upload do comprovante de escolaridade e documento pessoal. Depois, na aba “detalhes de entrega” você tem acesso aos dados referente à entrega. Assim você já se programa para quando sua carteira chegar ir correndo para seus eventos preferidos;
  • Entrega: geralmente, você recebe sua carteira, em 10 dias úteis após aprovação do pagamento;
  • Validação: após desbloquear seu documento no site, ele tem validade até o dia 31/março do ano seguinte da emissão. Validade de acordo com o artigo 6 da lei da meia-entrada: “A Carteira de Identificação Estudantil (CIE) será válida da data de sua expedição até o dia 31 de março do ano subsequente.”

Como utilizar a Carteira de Estudante Provisória

O documento provisório pode ser impresso no site e é válido por 30 dias corridos até que o documento definitivo chegue. Logo após desbloquear sua carteirinha oficial, o documento provisório se torna inválido. Caso em 30 dias a sua carteira de estudante oficial não tiver chegado você pode imprimir novamente um provisório e seguir usando.

Lattes: monte o seu currículo agora mesmo!
A melancolia dos dias úmidos e seus recomeços
Como aceitar seu corpo? Venci autoestima baixa, transtorno de imagem e bulimia
Arte

Diferentes produtos com incríveis trabalhos artísticos para você ter em casa

11.06.19

É difícil definir o que é arte, pois, o que para algumas pessoas pode significar apenas alguns rabiscos, para outras é uma expressão da alma do artista que merece “aplausos”.
O fato é que, atualmente, com o acesso às informações que possuímos, ficou mais fácil encontrar verdadeiras obras de arte, e, muitas delas, nos objetos mais inusitados.
Para matar a sua curiosidade, confira a lista que fizemos abaixo com alguns trabalhos artísticos incríveis que você pode ter na sua casa.

Muito mais que um simples jogo de tabuleiro

Com o tempo, os jogos de tabuleiro foram ficando um pouco esquecidos, afinal, atualmente existem inúmeras formas de se divertir na Internet. Através do poker online, por exemplo, os usuários iniciantes tem a oportunidade de jogar gratuitamente, para que possam se familiarizar com o jogo, e ainda ganham um bônus que é altamente vantajoso.
Mas as coisas têm mudado, e aos poucos, diversos jogos de tabuleiros tem voltado a ficar em voga, como é o caso do Dixit, que já ganhou inúmeros prêmios e é um dos maiores sucessos da atualidade nessa área.

Você deve estar se perguntando então aonde é que está o trabalho artístico neste jogo?

Isso acontece porque ele é formado por cartas, e cada uma delas tem desenhos incríveis, e ao mesmo tempo intrigantes. A ideia do jogo consiste em descrever de forma inteligente a imagem, sem entregar “de cara” o que está vendo, nem falar de forma muito sucinta sobre ela.

Lindos desenhos botânicos para você ter em casa

Uma designer e ilustradora que tem surpreendido a muitas pessoas nos últimos anos com suas lindas ilustrações é a brasileira Marcella Briotto. A temática das suas obras reflete a busca do equilíbrio pelo material, espiritual e a natureza.
A última coleção lançada por ela, chamada “Sete Ervas”, traz ilustrações de plantas em madeira, e busca retratar o equilíbrio que estes elementos trazem para a vida das pessoas.
Os diferentes quadros da artista costumam fazer muito sucesso nas redes sociais, e trazem mais vida ao ambiente de qualquer casa ou apartamento.

Cartões postais com bordado

Uma das artistas italianas mais conhecidas atualmente é Francesca Cramer, que realiza intervenções com linha e agulha em cartões postais antigos. Assim, ela busca dar uma textura diferente a esses materiais, e faz com que as pessoas adquiram um novo olhar sobre eles.
Como a maioria dos cartões postais nos quais ela faz as intervenções com o bordado são em preto e branco, o que acaba acontecendo é que as cores das linhas utilizadas dão uma nova vida para os cartões postais, transformando-os em peças únicas.
Mas não é só nos cartões postais que esse trabalho é realizado, pois ela tem expandido as intervenções para gravuras e fotografias.

Portanto, a arte pode se manifestar das mais diferentes formas, seja através de um jogo de tabuleiro, de quadros ou de cartões postais com linhas bordadas coloridas. Seja da forma que for, a verdade é que ter objetos como esses no dia a dia é benéfico para o seu bem-estar, e ainda pode ajudar a aguçar a sua criatividade.

Papelaria, decoração e muita positividade com a artista e sonhadora Amanda Mol
Da confeitaria para o atelier, conheça os acessórios em biscuit de Bruna Nóbrega do “Arte Vira Lata”
Fofurices de papelaria do Estúdio Anzol
Outros

Dicas de como usar vestidos

28.05.19

Ah os vestidos! Quem ama não vive sem e até mesmo aqueles que deixam ele lá no fundinho do guarda roupa, vira e mexe sente aquela perturbação mental em usá-lo. Eu sou dessas. Passo semanas apenas usando calças até que um belo dia acordo com uma reunião, uma saída com amigas ou até mesmo um date. E quem que me aparece na mente? Claro, os vestidos!

Faça chuva, sol, frio ou calor. O vestido é sempre requisitado e tem para todos os gostos. Agora no outono você pode apostar em vestidos junto de meias calças, cachecóis, boinas, chapéus, luvas e compor um look quentinho e muito estiloso. Para essa época os melhores vestidos são os de inverno, com gola alta, ou de um tecido mais grossinho.

Mas se você quer aproveitar um vestido primavera/verão você pode! Experimente colocar um suéter por baixo ou, caso te pareça muito excêntrico, uma blusa básica de mangas longas. Cintos grandes também são perfeitos para demarcar curvas. Cintos mais fininhos, por sua vez, ficam lindos em vestidos lisos, como um preto longo por exemplo. Some a ele um cardigan e pronto! Visual bonito e confortável.

Esses modelos são da Zaful e você pode comprar aqui

Vestidos para Outono
6 coisas que você deve saber antes da sua primeira tatuagem
Vestido artesanal de gatinhos | Compre de Quem Faz
Outros

Vestidos para Outono

28.05.19

Ah o que dizer do outono! Aquela época do ano em que os tons terrosos dominam, que as pessoas se vestem das cores das folhas caídas e do céu frio. Talvez não te pareca um cenário exatamente propício para se usar um vestido. Mas deixa eu te dar umas sugestões e mudar esse seu pensamento

Casaco Trench Coat como vestido

Este casaco surgiu em Londres, durante a I Guerra Mundial, como forma de proteção aos soldados contra a chuva, o frio e outras adversidades. Hoje o trench coat aparece como uma peca chave e indispensável no guarda roupa. Ele pode ser usado com saia curta e salto, legging, calca jeans, shorts e por que não, como vestido!

Para essa opção escolha o modelo mais clássico de trench coat, que é o bege com botoes marrons ou pretos, na altura dos joelhos e com cinto no quadril. Para usar como vestido basta fechar os botões, afivelar o cinto e, para não passar frio, arrematar o look com uma meia calca. Se você for mais clássica uma meia preta ou uma cinza já deixam o seu visual elegante e completo. Mas se você gostar de ousar, uma meia calca colorida ou mesmo com estampas deixam o look mais despojado e alegre. Você pode encontrar o seu clássico trench coat na Zaful neste link aqui.

Vestidos românticos no inverno

Você deve conhecer a matéria aqui do blog Onde Comprar Vestidos Fofinhos e Vintage onde listei lojas maravilhosas e escolhidas a dedo para que você encontre os vestidos mais únicos e maravilindjos desse Brasil!

Mas você deve estar se perguntando como podemos enfrentar o frio com esses vestidos. E a resposta e muito simples! Meia calca, cachecol e chapéus. Alias meias calcas são uma companheira constante no inverno – que também pode ser bem útil para esquentar as pernas ate mesmo quando você usar calca ou mesmo saia longa.

Quanto ao cachecol caso você ainda não tenha muitos, opte por cores que combinem com muitas peças como e o caso de preto, marrom e ate mesmo vinho caso seja o seu estilo. Agora no caso de chapéus eu tenho um artigo aqui no blog exclusivo sobre o assunto – Onde Comprar Chapéus

Vestido Xadrez no inverno

Nada me soa mais outonal e romântico no estilo do que vestido xadrez e boina vermelha. Ainda mais se for um xadrez com tons mais escuros e acompanhado de uma meia-calça preta. Junte ao look uma bota na mesma palheta de cores e você consegue aproveitar até mesmo um vestido mais de verão – com cores mais claras e primaveris – nessa época mais fria.

Na foto abaixo eu juntei uma saia xadrez estilo college com uma blusa básica de mangas cumpridas e gola alta. E falando em gola alta ela tem sido minha fiel companheira pois esquenta a região da nuca – onde o cabelo aqueceria caso eu ainda tivesse as madeixas longas hehe.

Dicas de como usar vestidos
6 coisas que você deve saber antes da sua primeira tatuagem
Vestido artesanal de gatinhos | Compre de Quem Faz
Página 1 de 33
12345... 33››