Literatura

Criaturas & Criadores – O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina

30.12.17

 

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha livro de contos Galera Record por Samira OliveiraCriaturas & Criadores – Histórias para noites de terror, é editado pela Galera Record e reúne quatro contos de escritores nacionais; Raphael Draccon, Carolina Munhóz, Frini  Geogakopoulos e Raphael Montes. Eu como escritora, levanto a bandeira dos livros nacionais, e assim que soube da publicação de Criaturas & Criadores tive certeza que ele seria incrível – porém ele superou meus anseios. Uma das histórias, a última, me fez ficar noites refletindo sobre o que ela representa, outra me fez reconhecer na personagem um pedaço de mim, já outros me fizeram questionar a profundida do humano e de sua mente. Uma obra que precisa estar na estante de todo bom amante de Edgar Alan Poe e de boa literatura. Obras que comprovam a mímeses literária, e no entanto, completamente renovada.

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha livro de contos Galera Record por Samira Oliveira dezoitoemponto.com

  • A CRIATURA

“Toda morte acontece por estágios” e a morte de tudo o que consideramos humano e sensível, também. Nesse conto Frankestein é criado para proteger bandidos perigosos da periferia do Rio de Janeiro. Adicione a esse horror, um médico em busca da imortalidade e uma youtuber jornalista que clama por glória e pelo elixir da fama. Ambos se envolvem perigosamente nessa história de criação, fidelidade e terror. O recurso da peripécia é vertiginosamente bem aproveitado e nos faz ter a sensação de estar lendo algo extremamente único e elaborado – e de fato estamos.

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha livro de contos Galera Record por Samira Oliveira dezoitoemponto.com

  • CONDE DE VILLE

Quando li este conto, estava ironicamente aguardando minha orientadora de pesquisa literária, e estava tão envolvida na narrativa que mal percebi que nossa reunião estava atrasada. Selecionei o conceito de reconhecimento presente no conto e aplicando Todorov podemos entender a grandiosidade do conto. Na literatura fantástica, um dos conceitos mais primordiais é o da ambiguidade. Inicialmente ambientado em nosso mundo, a narrativa passa a acumular experiências que, separadas, não atestam para nenhum acontecimentos sobrenatural, mas quando vistas em sua totalidade nos incomoda. Os acontecimentos não saem das leis da natureza como a conhecemos. No conto, a escritora e blogueira Elis sente-se com frio mesmo em um calor de quase 40º graus – mas todos nós podemos sentir isso, afinal podemos estar doentes. Ela também encontra-se com o dono da mais badalada boate local e o acha irresistivelmente atraente, tão atraente que começa a questionar seus sentimentos pelo namorado e quase  noivo Jonathas. Mas quem entre nós, meros mortais, não podemos passar por uma situação semelhante? Os voos de morcegos que Elis sempre vê podem ser apenas sombras de inofensivas borboletas. E a misteriosa doença de sua amiga deve ser apenas mais um novo vírus transmitido pelo famosos aedes. A criatividade infindável de Elis ae escrever contos de suspense e terror, poderiam perfeitamente, serem resquícios de várias vidas passadas na busca de seu amor imortal. O leitor assim lê e se entrega sem arma alguma, vai aos poucos sendo fisgado para dentro de uma história que sequer existe (ou não) e que nos faz segurar o ar e quase morrer. Tzvetan Todorov tem a frase perfeita que define com maestria o fantástico: ” “Quase cheguei a acreditar”: eis a fórmula que melhor resume o espírito do fantástico. A fé absoluta, como a incredulidade total, nos levam para fora do fantástico; é a hesitação que lhe dá vida.” É assim que o leitor é forçado a escolher um lado,e uma história para acreditar, mas é no entanto, constantemente desencorajado a ela.

Primeiro, é preciso que o texto obrigue o leitor a considerar o mundo das personagens como um mundo de pessoas vivas e a hesitar entre uma explicação natural e uma explicação  sobrenatural dos acontecimentos evocados. Em seguida, essa hesitação deve ser igualmente sentida por uma personagem; desse modo, o papel do leitor é, por assim dizer, confiado a uma personagem e ao mesmo tempo a hesitação se acha representada e se torna um dos temas da obra; no caso de uma leitura ingênua, o leitor real se identifica com a personagem. Enfim, é importante que o leitor adote uma certa atitude com relação ao texto: ele recusará tanto a interpretação alegórica quanto a interpretação “poética”. O gênero fantástico é pois definido essencialmente por categorias que dizem respeito às visões na narrativa; e, em parte, por seus temas. TODOROV Tzvetan, 1939

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha por Samira Oliveira dezoitoemponto.com
  • POR TRÁS DA MÁSCARA

Inspirada na obra de Gaston Reroux, esse conto é atualização de O Fantasma da Ópera, apresentando um Erick mais misterioso, mais apaixonado, mais encantador e inteiramente abusivo. A história original se passa na Ópera de Paris, no século XIX. Christine Daaé é uma jovem cantora e seu pai foi um grande violinista. Quando Christine era pequena, ele sempre lhe contava histórias, uma delas é a do Anjo da Música. Seu pai lhe dizia que todos os grandes músicos recebem, ao menos uma vez na vida, a visita desse Anjo, que se faz ouvir por uma voz suave e encantadora e que dá o dom da Música a essas pessoas que o ouvem. O pai prometeu à Christine que, quando ele morresse, ele enviaria esse Anjo para ela. No nosso conto de Criaturas & Criadores, o fantasma tem um passado marcado por sangue e por um relacionamento proibido com uma de suas alunas de canto. Nossa Christine Daaé descobre um fantasma loucamente apaixonado e sensível e se envolve de tal forma em segredos e mentiras contadas por Erick, que tornam o relacionativo insustentável e impossível. Eu infelizmente tenho uma tendência a sempre querer finais felizes (na medida do possível), e sempre me pego reescrevendo a história, buscando brechas para que as coisas desses certo, porém nessa história a angustia já tinha roubado irreversivelmente o coração de Daaé. Outra coisa interessante que me ocorreu ao ler, foi que – mesmo sem possuir nenhuma descrição física de Christine – eu a imaginei negra e de bem cabelo cacheado e achei que a personagem ficou perfeita desse jeito.

Por certas maneiras aloucadas que tinha tido, durante a cena, de me olhar, ou melhor, de aproximar de mim os dois buracos negros do seu olhar invisível, eu tinha podido mensurar a selvageria de sua paixão. Para não me haver tomado nos braços, quando eu não podia oferecer-lhe nenhuma resistência, era necessário que esse monstro fosse metade anjo e quem sabe, afinal de contas, ele não era um pouco o Anjo da Música, e quem sabe ele o tivesse sido inteiramente se Deus o tivesse vestido de beleza em vez de trajá-lo de podridão!. – O Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux 

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha por Samira Oliveira dezoitoemponto.com
  • O SORRISO DO HOMEM MAU

Eis enfim a história que me fez com que cada célula do meu corpo gritasse um audível clamor de dor e de negação. Ela quem me fez refletir diariamente antes de dormir, me fez dar inúmeras voltas em minha cabeça, me fez chorar pela desgraça e gritar pelo terror. Minha negação em aceitar essa história é tamanha que mal consigo folhear as páginas em que a contem. Seus efeitos foram poderosos em tudo o que eu mais preso na vida e no ser humano. Se você gosta de terror, esse conto vale por todos os outros que você já leu. É uma narrativa que fala sobre inveja e sobre a podridão contida em nós, sobre a psicologia de cada um e os efeitos irremediáveis que acontecimentos traumáticos podem suscitar em nós. Desculpem-me, mas não consigo falar sobre esse conto, então sim, você vai precisar enfrentá-lo por si só.

Um ponto extremamente interessante é que as 4 histórias sempre se relacionam de alguma forma, sempre aparecem referências de umas à outras. Para nós, leitores, é necessário pescá-las com olhos atentos.


Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha por Samira Oliveira dezoitoemponto.com

– Então as pessoas devem aceitar os corruptos? – Não, elas devem tentar diminuir os danos e fazê-los temer a punição. Mas não há como impedir a corrupção por completo porque ela existe em algum lugar da índole humana. Mesmo aqueles guerreiros da idade da pedra já a praticavam no momento em que sacrificaram a agricultura humanitária em vez de a filha inútil do chefe da tribo.

Criaturas & Criadores - O terror mais antigo pode estar mais perto do que você imagina Resenha livro de contos Galera Record por Samira Oliveira dezoitoemponto.com

Cantei como se fosse a única razão da minha existência. Cantei pela memória do meu pai, por mim, por mim, para 0 meu Anjo e por ele. E quando pensei que ia desmaiar de exaustão, suas mãos voltaram aos meus ombros e ele me guiou até que minhas costas estivessem contra seu peito. Então, passou um braço ao redo da minha cintura e o outro por cima do meu peito, me dando um abraço protetor. Apoiei a cabeça no ombro dele e respirei devagar. – Eu lhe dei minha alma hoje. E estou morta.

Será que estou reconhecendo esse ambiente das minhas histórias? Ela não sabia responder, mas a atmosfera esbranquiçada, a luz vermelha clichê, as pessoas de roupa preta e maquiagem carregada combinadas aos gritos do rock pesado que lhes estouravam os tímpanos pareciam falar com a sua alma. Além disso, ainda existia uma presença. Um batimento cardíaco diferente dentro dela. Um pressentimento de que algo totalmente novo estava prestes a acontecer.

Jack O Estripador – Rastro de Sangue | protofeminismo na Londres Vitoriana, suspense e cadáveres
Esse livro me salvou – A Guerra Que Me Ensinou a Viver da DarkSide Books
Inteligências Artificiais terão controle sobre vidas humanas?

:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen:
  • Frini Georgakopoulos Em 30 . 12 . 2017

    Samira! Que bom que gostou do livro e do conto! Obrigada pelo carinho!

  • Samira Em 30 . 12 . 2017

    uauuu que honra ♥ ♥ obrigada eu!