Literatura

Chronos – Viajantes do Tempo (vol. 1)| Esperança e lealdade na luta contra o tempo

09.01.18

Tenho certeza absoluta de que, ao menos uma vez na sua vida, você desejou poder mudar o passado. É essencialmente esta temática que é trabalhada em Chronos – Viajantes do Tempo, uma obra escrita por Rysa Walker e editada no Brasil pela DarkSide. Vale lembrar que este é o volume 1, então ainda temos muito a se aventurar com nossa chave Chronos. Opa, quase me esqueci, você não sabe que eu voltei no tempo e já te vi lendo esta resenha, se apaixonando e comprando o livro o mais rápido que pode hihi, então vamos começar essa resenha!

Livro: Chronos
Série: Viajantes do Tempo
Autor(a): Rysa Walker
Editora: DarkSide
Genero: romance
Páginas: 317
Classificacao:
Sinopse: Na vida, tudo tem uma ordem certa para acontecer: os sapatos devem ser colocados depois das meias, a geléia deve ser passada no pão depois da manteiga — netos nascem depois dos avós. Kate Pierce-Keller nunca havia dado atenção a este último item, até sua avó surgir com revelações e um objeto que podem colocar sua existência em risco.

Uma das coisas que todos conhecemos são intrigas familiares. É assim que Chronos começa, com uma confusão aparentemente normal entre a mãe de Prudance Katherine e sua avó, também chamada Katherine. Lágrimas sobre o passado, remorso e tristeza, são apenas o começo, uma máscara que encobre a verdade sobre a avó Katherine. A verdade é que ela é nascida em 2282 em uma sociedade diferente onde o destino de cada um é definido antes mesmo de nascer e cada um já nasce biologicamente pronto para esse destino. Katherine é uma historiadora da sua época, que trabalha com saltos temporais para estudar com mais vivacidade cada acontecimento da humanidade. O problema é que o poder de mudar o curso da humanidade é tentador demais para alguns dos historiadores da Chronos.

Katherine, como herdeira de sua avó, nasceu com genes predispostos a fazer saltos temporais e a ver toda a beleza e brilho do medalhão Chronos. Sua avó está com câncer nessa nossa realidade – algo que não aconteceria em seu século, onde ela seria curada em pouco tempo – e não pode fazer um salto ao seu futuro pois suas capacidade de comunicação com o medalhão foram danificadas permanentemente em um acidente. Tudo parece absurdo e confuso nas primeiras páginas, mas aos poucos o novelo vai se desenrolando e Kate é obrigada a voltar ao passado, impedir um homicido e vários acidentes. Assim, com um cuidado cirúrgico, ela poderá enfim salvar a humanidade. Isso porquê o mundo como conhecemos está caminhando a um fim que será causado por um dos historiadores da Chronos que não souberam lidar com o tamanho poder que tinha nas mãos. Trata-se de uma nova religião, extremamente perigosa a cada um que a aceita e, principalmente, à aqueles que não fazem parte dela.

Eu achei incrível como a crença humana foi abordada, como o tema da religião apareceu no livro. Fiquei encantada com a narração e com todos os ganhos que ela estabelecia. Chronos – Viajantes do Tempo é, sem dúvidas, um livro perfeito e um dos melhores que li! Uma das coisas principais para ler esse livro é não reparti-lo muito, é ler ele o mais rápido possível pois os vários saltos temporais e os acontecimentos reveladores podem confundir o leitor. Esse também é uma ponto forte na trama, que é muito bem construída e equilibra muito bem as informações que vão sendo dadas, despertando cada vez mais a curiosidade do leitor. Kate é uma personagem muito boa e bem girl power. Ela cuida de si, resolve todos as mais complicadas situações e ainda consegue lutar pela sua família que perdeu desde o último salto temporal… Ah e com um amor conflitante também. Em uma das linhas dos tempo, ela se envolveu com um garoto moreno e muito bonito, que ela não consegue se lembrar, mas que ele ainda guarda no coração cada memória dela. Nessa linha atual, ela se envolve com Trey, um garoto que esteve com ela quando ela mais precisou, e que juntos, construíram um amor forte e bonito.


  • Gostou das fotos desse post? Siga-me no Instagram! @samira_omg

Fiquei maravilhada com toda a bagagem histórica contida no livro, fatos e personalidades que eu nem mesmo conhecia. Isso sem contar outro ponto alto, de Katherine estudar as revoluções das mulheres ao longo da história – supimpa, não é? Um enredo eletrizante, que nos deixa ansiosos por mais e ávidos pelos outros livros. A relação que Kate tem com a vó – alguém que era uma completa desconhecida para ela há alguns dias – é muito interessante, é algo baseado em confiança e em esperança.

Leia também: Tendências de Moda e Beleza para Primavera-Verão de 2018, Onde Comprar e Como Usar Chapéus, Resenha The Kiss of Deception, Resenha As Crônicas de Morrighan, Resenha Minha Vida Fora dos Trilhos

Esse livro me salvou – A Guerra Que Me Ensinou a Viver da DarkSide Books
Inteligências Artificiais terão controle sobre vidas humanas?
Leia livros online DE GRAÇA! Conheça o Wattpad + 10 livros imperdíveis!

:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen: