Em voga

Guia Completo do Coletor Menstrual + Minha primeira vez usando o copinho

06.03.18

Créditos: Jardim do Mundo

Quer saber como colocar o coletor menstrual? Quer descobrir como é a primeira vez usando o coletor, as tantas dobras do copinho, qual marca comprar e entre tantas outras informações essenciais? Esse post foi feito pra ti. Ele foi escrito e reunido pela Mari David <3 E complementa um vídeo que postei no YouTube com tudo o que nunca te contaram sobre o coletor menstrual – tá divertido e bem legal, espero que goste!

O QUE É
Um coletor menstrual é um copinho feito de material plástico (silicone ou TPE) cirúrgico que é inserido dentro do canal vaginal e coleta seu sangue. Ele não é descartável e pode ser usado por até 10 anos, o que protege nosso meio ambiente de um monte de lixo e gasto de produção.
Pode ser usado por até 12h. Dependendo do seu fluxo, será necessário esvaziar e recolocar em menos tempo.

Tem alguma restrição de uso?
Não. Toda mulher pode usar se quiser.

Guia Completo do Coletor Menstrual + Minha primeira vez usando o copinho por Samira Oliveira dezoitoemponto.comCOLETOR vs. ABSORVENTE INTERNO
O principal, é que ele não absorve o sangue, logo, também não absorve os fluidos vaginais, o que diminui absolutamente o desconforto causado pelo absorvente interno. 
Como são materiais cirúrgicos, também são totalmente hipoalergênicos.
Ainda não houve ocorrências da SCT (Síndrome do Choque Tóxico) com uso de coletores pelo período de até 12h – existem boatos de UMA ocorrência com uso maior do que por 24h – desde que ele foi inventado, na década de 1930.
O coletor é vegano, livre de agrotóxicos e livre de químicos que alteram o seu fluxo menstrual – ao contrário dos absorventes industrializados. 
E pra completar, eles coletam em média 15ml de sangue, enquanto um absorvente comum coleta 5ml. Já dá pra estimar que ele deve segurar seu fluxo por 3x mais do que o seu absorvente.Guia Completo do Coletor Menstrual + Minha primeira vez usando o copinho por Samira Oliveira dezoitoemponto.com– Essa tabelinha da Inciclo também ajuda. (mas podem ignorar a recomendação de troca a cada 2 ou 3 anos, ela só tá aí porque uma cliente que volta a cada dois anos é bem melhor do que uma cliente que volta a cada 5 a 10 anos, né?)

EXISTE ISSO NO BRASIL?
Sim! Existem duas marcas brasileiras: Inciclo e Fleurity. O coletor da Inciclo pode ser encontrado em lojas físicas de produtos hipoalergênicos ou produtos naturais, além de com revendedoras. Ambos estão disponíveis na internet.
Outras marcas estrangeiras podem ser compradas pela internet ou via revendedoras.
PS.: Sempre bom dar preferência pras mulheres que estão revendendo produtos de qualidade e se emancipando financeiramente, né?



MAS É CARO! E AGORA?
A maioria dos sites vende o produto no cartão em parcelas sem juros. As revendedoras também podem oferecer parcelamento e pagamento no boleto.
O preço médio de um Inciclo é de 80 a 90 reais. O coletor da Fleurity sai por um pouco menos.
A maioria dos importados vai variar entre 80 e 150 reais.
Mas você considerou o valor gasto em absorventes por 10 anos?
Eu tenho o ciclo fraquinho e usava uma ou duas caixinhas de absorvente interno por ciclo, o que me custava por volta de 20 reais ao mês. Em um ano, isso representa 240 reais. Em 10, R$2400! Dá pra comprar muuuito coletor…
Também existem grupos de amadrinhamento pra compra de coletores para pessoas sem condições de comprá-lo.

E O DO ALIEXPRESS/EBAY/MERCADO LIVRE?
Os coletores vendidos em plataformas de venda como essas não possuem certificado de que o silicone utilizado é cirúrgico. Normalmente, ele é industrial, e, portanto, mais barato. Mas o silicone industrial também pode conter metais pesados e te intoxicar a longo prazo.
Se a sua opção for correr o risco de intoxicação, por favor não compartilhe a ideia como segura pras coleguinhas, ok? Deixe que elas tomem essa decisão se quiserem.
Atenção: Esses coletores costumam possuir MARCA, mas isso não é sinônimo de certificação!

QUAL COMPRAR?
> O primeiro passo de todos é conhecer o seu corpo, e depois ver qual modelo existente é o mais adequado pra você.
A maioria das marcas tem um tamanho pra quem teve filhos ou tem mais de 30 anos e um pra quem não teve e tem menos de 30 anos. Porque? Porque o peso de um bebê deixa nosso canal vaginal um pouquinho mais largo (só um pouquinho mesmo, são milímetros) e a perda de colágeno e músculos da idade também.
Ah, não faz muita diferença se seu parto foi normal ou cesária! O que alarga o canal é o peso do bebê, não a passagem dele pelo colo dilatado. (Beijo pros obstetras que te falaram que parir te deixa larga!)
Outras marcas tem um tamanho extra pequeno pra quem é virgem ou tem vaginismo, e/ou um tamanho extra pra quem tem muuito fluxo (muito fluxo é quem tem risco de anemia por causa da menstruação, viu? Com o copinho a gente percebe que sangra muito menos do que imaginava, nada incha e ainda tem medida em ml pra você saber).

Então o tamanho está aí:
P – para virgens ou mulheres com vaginismo
M [equivalente ao menor tamanho das marcas que só possuem dois modelos] – mulheres não virgens, sem filhos e com menos de 30 anos
G [equivalente ao maior tamanho das marcas que só possuem dois modelos] – mulheres não virgens, com filhos, e/ou mais de 30 anos.
GG – mulheres com muito muito fluxo.

> Os modelos são MUITOS no mundo e também variam muito. Mas o fator principal deles é: seu colo do útero é alto, médio ou baixo durante a menstruação?
Quem faz acompanhamento de fertilidade já sabe: nosso colo se mexe durante o ciclo. O período menstrual é quando ele está mais baixo.
Então, pega um dia aí que você esteja menstruada e de bem com a vida e mede o seu colo.
É só inserir um dedo no canal vaginal e procurar por ele. As paredes do canal vaginal são bem enrugadas, e o colo do útero é uma bola lisa. Se essa informação ajuda, parece com uma glande em formato e textura. Talvez você sinta o orifício, talvez não. Colo achado e o dedo apoiado nele, repare quanto do seu dedo entrou.
1 falange: colo BAIXO (4.5cm ou menos)
2 falanges: colo MÉDIO (4.6 a 5.4cm)
3 falanges: colo ALTO (5.5cm ou mais)
Ai meu deus do céu não achei nada disso aqui socorro: colo (muito) ALTO

> E o que isso significa? 
Cada modelo tem uma altura especifica, e você pode encontrar na internet a altura do modelo que está pensando em comprar.
Se você tem o colo baixo, um coletor muito grande pode te incomodar. Algumas marcas tem modelos shorty/low cervix com a altura reduzida para estes casos. Já fica adiantado pra vocês: colo baixo não é atendido pelas medidas dos coletores nacionais, e o Inciclo que deu super certo na sua amiga não cabe em você. Juro. Não gaste seu precioso dinheirinho.
Se você tem colo médio (como eu!), quase qualquer modelo normal deve funcionar. Só não sugiro o Inciclo porque ele é realmente bem grande e outro coletor pode ser mais confortável. Mas dá pra usar.
Se o seu colo é alto ou muito alto, eu indico mesmo o Inciclo porque ele é o mais fácil de tirar pra quem tem colo alto.
Nenhum desses fatores é absoluto. Você pode se adaptar a qualquer coletor. Mas, pensando que você procura o coletor IDEAL, são pontos a se considerar. Mas o seu coletor ideal pode ser o que você conseguir comprar hoje porque amanhã tem aquela viagem incrível pra praia, né? Porque não?

> Já sei a altura do meu colo e o tamanho que devo comprar, e agora?
Agora você pode considerar as opções. Indústria nacional é algo a se apoiar e chega mais rápido, mas os modelos disponíveis são adequados a você?
Se optar por um coletor importado, busque por um que você acredite que o design e o material vão ser mais confortáveis.

> TPE vs Silicone
Esses são os dois materiais com que os coletores são feitos. O silicone é bem liso, e costuma ser transparente. Por ser bem lisinho, ele é mais fácil de dobrar e de inserir na vagina, é comum que o silicone se movimente mais pra cima e pra baixo no canal vaginal, e não facilite na hora de puxar – porque seus dedos podem escorregar um pouquinho. Ex. Inciclo.
O TPE tem um toque mais aveludado e não é transparente. Ele não é tão derrapante, então se movimenta menos e facilita a retirada. No entanto, não é tão fácil de dobrar e inserir na vagina. Ex: Fleurity (esse é o meu! – Samira)

Guia Completo do Coletor Menstrual + Minha primeira vez usando o copinho por Samira Oliveira dezoitoemponto.com

> Design
O design dos coletores varia bastante, e vai totalmente de gosto. Todos são anatômicos e vão se adaptar ao seu canal vaginal. Alguns são simples, e outros propõem sistemas anti-vazamento.

> E esse cabinho que uns tem, uns não tem, uns é bolinha, argolinha, etc?
O cabinho do coletor serve unicamente pra você saber que ele está lá. É um momento de conforto pra quem está acostumada com o absorvente interno ou pra quem tem colo muito alto e se desespera quando o coletor desliza pra cima. É uma guia, seguindo ela, você encontrará o copinho. Ele pode ser cortado caso te incomode. (Sem medo, pega a tesoura, corta e acabou. Pode cortar aos poucos, eles costumam ter linhas pra auxiliar o corte também)

Ou seja, ele não serve pra ser puxado. “Ah, mas eu puxo e nunca deu problema” Que bom! Acho ótimo que você não tenha tido problemas! Mas pode ter. Então eu vou escrever mais uma vez: NÃO É PRA PUXAR O COLETOR PELO CABINHO.
Vou voltar nisso quando eu explicar como tirar o coletor do jeito certo.

> E uns são mais molinhos, outros mais durinhos, o que isso tem a ver comigo?
Se for o seu primeiro coletor, nada.
Compre um coletor na faixa dos médios, que as chances de você se adaptar são enormes. Os coletores mais molinhos são indicados pra quem tem muita sensibilidade. Nem mulheres com vaginismo precisam necessariamente de um coletor mais molinho. Esses modelos costumam estar indicados com a palavra “soft” ou “maturity”.
Outros são mais durinhos, e eles >> não são feitos pra quem pratica esportes simplesmente <<. Costumam estar indicados pelo nome “sport”, mas é só o nome! Só te dou certeza que o seu primeiro coletor deve ser mais rígido se você for pompoarista. Em outros casos, procure por um coletor médio, e, se necessário, adquira outro mais tarde. A grande possibilidade é que um coletor mais rígido não seja necessário e seja mais desconfortável.
Alguns testes prometem dizer se a sua musculatura é ou não forte pelo xixi, mas raramente o resultado é útil. [Eu não seguro meu xixi por muito tempo, mas preciso de um coletor mais rígido, por exemplo]

> E as cores??? E o glitter?????
As cores servem pra deixar bonitinho mesmo. No geral, esses corantes e glitter são parte da composição do material, logo, não devem desbotar nem soltar de maneira nenhuma. Se isso acontecer, entre imediatamente em contato com o fabricante, porque é um defeito de fabricação.
Normalmente, elas não apresentam risco a você. No entanto, são sim, uma parte totalmente descartável do processo de produção que vai apresentar alguma consequência ambiental. Se o seu modelo ideal só existir colorido, pode comprar sem medo de se contaminar.

> Qual é o mais confortável então?
O que você se adaptar melhor. Só isso.

> E se eu comprar errado, o que vai acontecer?
No geral, o coletor ou vai te incomodar, ou vai vazar, mesmo após o período de adaptação, com colocação e retirada adequadas.

> Casos especiais
Virgens:
Mulheres virgens podem usar o coletor? Podem! É só procurar pelo tamanho adequado. O seu hímen provavelmente será rompido durante o uso, se você ainda tiver um hímen. A presença dele após a puberdade não significa nada pro seu corpo. Se isso representa um desconforto pra você em relação a sua virgindade, você pode ou repensar o conceito de virgindade ou simplesmente não usar o coletor, porque o corpo é todinho seu. No último caso, indico a pesquisa por absorventes ecológicos.

Pompoaristas: Indico um coletor mais rígido, como Meluna Sport ou Yuuki.

Pouquíssimo fluxo: Coloca um lembrete no despertador pra lembrar de tirar, porque o único problema do seu fluxo é que é beeeem provável que você esqueça o copinho lá dentro.

Muito fluxo: Muito mesmo? Do tipo que te dá anemia? Você considerou que serão 3x mais tempo do que você usaria um absorvente normal? Se ainda assim é muito fluxo, procure por um coletor com mais capacidade. 15ml é o mínimo encontrado, mas existem coletores com até o triplo de capacidade. Veja essa tabela. [Inciclo possui por volta de 30ml de capacidade e Fleurity 28ml.]

Vaginismo: É indicado um coletor pequeno, e, caso o normal incomode, um mais molinho. No entanto, quanto mais molinho, mais difícil de desdobrar, o que exige mais manuseio, e pode ser desconfortável. Também é possível que as contrações involuntárias do canal deformem o copinho e causem vazamentos.

COMPREI. CHEGOU. O QUE EU FAÇO?
A primeira coisa a fazer é dar a primeira fervida no seu coletor. A gente não sabe onde ele passou, então em vez de 5min, o ideal é fervê-lo por 15. Na parte sobre a limpeza, você pode ver os demais direcionamentos.

COLOCAÇÃO E RETIRADA
Quem tem vida sexual ativa já percebeu: quando a gente fica nervosa, nada entra no canal vaginal, porque os músculos se contraem e nada passa. O mesmo vale pro coletor. Não adianta querer colocar quando você estiver apreensiva pra usar um negócio tão novo, ou com medo porque você vai sair e pode acontecer um desastre no caminho.
Escolhe um dia que você vá ficar em casa, tranquila, fazendo coisas que você goste e sem neuras. Se precisar, explora o seu corpo até se acostumar com a sua própria vagina e vulva, se isso não for natural para você.

Chegou a hora? Lave bem as mãos e já tenha próximo um lubrificante se for necessário. Pode ser até aquele que você comprou mas não era a base de água e estourava a camisinha, então ficou lá guardado. Pode ser óleo de coco. Inserir no período menstrual costuma facilitar porque o sangue já lubrifica o canal.

Agora é hora de testar as dobras. São muitas! Elas estão todas explicadas no youtube. A minha preferida é a diamante ninja, que também é a melhor pra coletores molinhos que não abrem com facilidade.
Dobra C
Dobra 7
Dobra punchdown
Dobra diamante
Existem muitas! Pesquise ou invente a melhor pra você.

Você pode inserir o coletor deitada, agachada, com uma perna pra cima, o que preferir. A posição como inseria o absorvente interno deve funcionar.
O coletor só precisa entrar e abrir dentro de você. Não é necessário empurrar ele até o fundo. Certifique-se de que a borda abriu completamente. O coletor pode estar ovalado, seguindo o formato do seu colo, o importante é que a dobra esteja desfeita e o anel superior esteja em contato com as paredes do colo. Passar o dedo em volta do copinho e sentir o anel é uma ideia. Algumas mulheres giram o copinho, mas o não girar também não significa que ele não abriu.

Isso vai criar uma vedação, que muitos chamam de vácuo. Não existe vácuo pois existe ar no canal, portanto também é impossível que o coletor “grude” no seu colo do útero.

Para retirar, teremos que desfazer essa vedação. Para tirar a vedação, é preciso deformar o anel superior do copinho até ele desencostar das paredes do canal vaginal. Para isso, é necessário apertar a parte de baixo do copinho – com força, apertem sem medo – para deixar o copinho mais ovalado. Algumas mulheres usam o indicador e o polegar como pinça, e outras prefere utilizar os dois indicadores. Teste o modo que funcionar melhor para você. É importante também ter atenção a unhas compridas e fazer tudo com bastante delicadeza! Outra opção é inserir um dedo até alcançar o anel e empurrá-lo para dentro.
Desfeita a vedação, mantenha o coletor deformado e puxe-o para fora.

Em alguns casos, o coletor está alto demais para ser alcançado. Se puxarmos o coletor pra baixo, a vedação puxará o ar que está no canal e aí sim criará um efeito de vácuo, puxando também a pele e o colo do útero, o que pode causar machucados. O melhor método é empurrá-lo para baixo com a própria musculatura vaginal, ou seja, “parir” o coletor. É só forçar o coletor como se fosse fazer cocô, e, enquanto fizer força, ele deve ficar baixo. Então, é só seguir o procedimento acima. Se mesmo assim, não for possível alcançar, balance o coletor pelo cabinho de um lado para o outro, nunca diretamente pra baixo, até alcançar o fundo. Aqui tem um vídeo bacana explicando tanto a colocação como a retirada
É necessário ferver o coletor entre os ciclos para que a maior parte das bactérias seja eliminada. Essa fervura deve ser feita em um recipiente de vidro, cerâmica ou de ágata esmaltada, NUNCA em recipientes de alumínio, teflon, ou outro tipo de metal, pois esses materiais soltam partículas que podem danificar o material e te contaminar. Pode ser feita no fogão ou no microondas.

Fogão: inserir o coletor no recipiente com água até cobri-lo. (Dica: coloque de boca pra cima e afunde até a água encher o coletor). Acender o fogo e esperar a fervura. Conte 5min e desligue. Se deixar tempo demais seu coletor derrete!

Microondas: inserir o coletor no recipiente com água até cobri-lo. (Dica: coloque de boca pra cima e afunde até a água encher o coletor). Programar 5 min na potência alta.
Atenção: água fervida no microondas nem sempre entra em ebulição espontaneamente, em alguns casos ela continua em repouso até existir turbulência e aí sim entra em ebulição. Aguarde a água esfriar antes de tocar no recipiente ou arranje uma forma de mexer o recipiente sem que você se exponha a uma possível explosão de água fervente (com uma colher grande, por exemplo).

Banho maria não ferve a água ;)
Percebam que isso não chega a ser uma esterilização, que também pode ser feita utilizando uma autoclave (aquele “forninho” que costuma ter em manicures), em caso de contaminação ou caso o coletor seja doado ou vendido a outra mulher. A autoclavagem não é necessária entre ciclos.

Extra: para tirar manchas do coletor, adicione bicarbonato de sódio ou água oxigenada 10v à água da fervura. Para limpar os furinhos do topo, a melhor coisa são escovinhas para aparelho dentário, como essas.

Durante o ciclo, a limpeza pode ser feita unicamente com água – e não precisa ser todas as vezes. Se desejado, também é possível usar um sabão líquido neutro ou com pH vaginal, desde que ele seja totalmente retirado depois.
Então, em lugares públicos, descartar o sangue e recolocar o coletor é perfeitamente higiênico, desde que você lave bem as mãos antes da retirada, como sempre. Se achar necessário, passe um papel, ou utilize uma garrafinha de água pra enxaguar o copinho. Uma lavagem mais completa pode ser feita quando você chegar em casa.
Outra dica é buscar por banheiros que possuem pia dentro da cabine, como os banheiros pra deficientes, que podem ser usados na ausência de uma pessoa com deficiência.

POSSO FAZER SEXO COM PENETRAÇÃO VAGINAL COM ELE?
NÃÃÃO.
Não pode.
“Eu fiz e deu tudo certo” – que bom que deu tudo certo! Fico feliz que vocês não se machucaram dessa vez. Não corra esse risco de novo.
Se achar que precisa de um dispositivo que contenha o sangue pra usar durante a penetração vaginal com ele, use os coletores descartáveis da Prudence, vendido em sex shops e algumas farmácias.
Apesar do nome, ele tem um formato diferente dos coletores, um material diferente e um modo de uso diferente. A embalagem vem com 4 coletores descartáveis. Ele não te protege de DSTs nem tem função contraceptiva.

> Mas e sexo oral? e anal? e qualquer outra coisa sem penetração vaginal?
Pode sim, aproveita!

 

Gordofobia e Bullying na Infância (e na escola) – Eu tentei me matar. Mas não vão me calar.
Como fazer a menstruação atrasada descer rápido.
Sobre términos de namoro e força feminina

:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen: