Poesia Textos

10 Melhores Poemas Eróticos – para curtir sozinha ou acompanhada.

13.09.18

Literatura erótica é um assunto que venho tentando trazer aqui pro blog há um tempo. Decidi por fim começar com poemas do gênero. O efeito deles – mais do que qualquer outro assunto que chegue aos versos – pode ser sentido em  um relacionamento ou sozinha. Já perdi a conta de quantos depoimentos já recebi de quem melhorou o relacionamento, salvou casamento e aumentou a própria auto estima ao ter esse tido de experiência com a leitura. E não vou mentir, é algo que me atrai muito e que estudo por conta própria (por enquanto, mas a ideia é pesquisar essa área, quem sabe um mestrado? hehe). Pra começar gostaria de pôr duas ressalvas; primeira, este conteúdo é adulto, ou seja indicado a maiores de 18 anos, okay? E segundo, esta é uma área séria e realmente estudada na Letras, haja vista a grande Hilda Hilst que teve destaque da Flip deste ano e Marquês de Sade (tenho certeza que se você não leu algo dele ao menos já ouviu este célebre nome) por exemplo.

Sem mais delongas, vamos aos 10 melhores poemas eróticos – alguns atuais, outros nem tanto… Mas prepare  o coração, o corpo e quer uma dica? um vibrador também (encontre neste sex shop)

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Vênus s.f. (@venusterceira) em

Se te pareço noturna e imperfeita
Olha-me de novo.
Porque esta noite
Olhei-me a mim, como se tu me olhasses.
E era como se a água
Desejasse

Escapar de sua casa que é o rio
E deslizando apenas, nem tocar a margem.

Te olhei. E há um tempo
Entendo que sou terra. Há tanto tempo
Espero
Que o teu corpo de água mais fraterno
Se estenda sobre o meu. Pastor e nauta

Olha-me de novo. Com menos altivez.
E mais atento.

– Hilda Hilst

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Vênus s.f. (@venusterceira) em

Demora-te sobre a minha hora.

Antes de me tomar, demora.

Que tu me percorras cuidadosa, etérea

Que eu te conheça lícita, terrena

Duas fortes mulheres

Na sua dura hora.

Que me tomes sem pena

Mas voluptuosa, eterna

Como as fêmeas da Terra.

E a ti, te conhecendo

Que eu me faça carne

E posse

Como fazem os homens.

– Hilda Hilst

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Carlos Hilst (@poetalascivo) em

você envolve meu cabelo
com os dedos
e puxa
é assim
que você tira
música de mim
– preliminares

– Rupi Kaur

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Palavra úmida (@palavra.umida) em

Soneto de agosto

Tu me levaste, eu fui… Na treva, ousados
Amamos, vagamente surpreendidos
Pelo ardor com que estávamos unidos
Nós que andávamos sempre separados.

Espantei-me, confesso-te, dos brados
Com que enchi teus patéticos ouvidos
E achei rude o calor dos teus gemidos
Eu que sempre os julgara desolados.

Só assim arrancara a linha inútil
Da tua eterna túnica inconsútil…
E para a glória do teu ser mais franco

Quisera que te vissem como eu via
Depois, à luz da lâmpada macia
O púbis negro sobre o corpo branco.

– Vinicius de Moraes

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Fábio Chap (@chapfabio) em

Teu corpo claro e perfeito,

– Teu corpo de maravilha,
Quero possuí-lo no leito
Estreito da redondilha…

Teu corpo é tudo o que cheira…
Rosa… flor de laranjeira…

Teu corpo, branco e macio,
É como um véu de noivado…

Teu corpo é pomo doirado…

Rosal queimado do estio,
Desfalecido em perfume…

Teu corpo é a brasa do lume…

Teu corpo é chama e flameja
Como à tarde os horizontes…

É puro como nas fontes
A água clara que serpeja,
Quem em antigas se derrama…

Volúpia da água e da chama…

A todo o momento o vejo…
Teu corpo… a única ilha
No oceano do meu desejo…

Teu corpo é tudo o que brilha,
Teu corpo é tudo o que cheira…
Rosa, flor de laranjeira…

– Manuel Bandeira

Se você gostou deste post me siga no Instagram @samira_omg tem textos e poemas exclusivos por lá além de conteúdo novo todos os dias. E também indico @venusterceira  E se você ainda é insegura quanto à sua sexualidade, assista este vídeo meu: Por que nosso sexo é pecado?

o trauma de sentir e o vício em fugir – sobre o medo de ficar | #TeLiPoesia
Permita-me eu apresentar novamente, e me veja como mulher, não como uma irmã.
A melancolia dos dias úmidos e seus recomeços

:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen: