Posts da tag "Belinha"
Literatura

“Só Animais os Salvam” – Resenha| A verdade que não ousamos ver

09.07.17

Livro "Só Animais os Salvam" da DarkSide resenhado por Samira Oliveira (Blog Dezoito em Ponto)

“Só os Animais os Salvam” é um livro da DarkSide escrito por Ceridwen Dovey e narrado por animais, mais precisamente, pela alma deles. Com uma emoção sincera, e profundamente o que chamamos de “humano”, a obra consegue nos levar aos mais elevados sentimentos e nos convida a presenciar a vida e a morte de célebres (e outros nem tanto) animais. Com objetivo de homenagear alguns cânones literários que escreveram sobre animais, a autora por vezes transcreve e parafraseia escritos destes homens elevados. Entre os que tiveram sua obra homenageada em “Só Animai os Salvam” estão: Franz Kafka, Thomas Man, Leo Tolstói, Virginia Wolf, José Saramago, entre outros, que foram aquecendo mais ainda o coração.

E o que chamamos de humano? De amor, de amor sincero, o que chamamos de pico da inteligência, do mais evoluído ser, da consciência suprema, da mais alta sapiência. O que chamamos de animal, o que somos, além de animais?  Algumas questões como estas me foram sendo levantadas ao longo da leitura; detectei muito de biológico, é visível que a autora fez uma boa pesquisa sobre a fisiologia e costumes sociais dos animais com que ela trabalhou. Também notei uma louvável questão de gênero levantada ao longo dos variados contos (ou mais correto, fábulas?!); em alguns momentos, como é o caso da alma de Tartaruga, que ao viver com um eremita que a considerava como macho, aceitou para si essa verdade, e só se descobriu como fêmea ao mudar de dona – na verdade, ao ser recebida pelos pensamentos da nova dona:

Livro "Só Animais os Salvam" da DarkSide resenhado por Samira Oliveira (Blog Dezoito em Ponto)

Até conhecer a condessa Alexandra, eu não havia pensado muito sobre meu próprio gênero. Na verdade, pelas décadas que vivi com Oleg, ele acreditou que eu era macho (o gênero das tartarugas é algo difícil de decifrar), equívoco que encorajei para meu próprio entretenimento… (p.118)

Sua consciência como “mulher” só foi aflorada quando a condessa Alexandra passou a ler em voz alta – para si e para a tartaruga – uma das pioneiras autoras feminista, Elizabeth Cady Stanton. Essa qualidade foi reforçada, quando a tartaruga foi dada de presente para Virginia Wolf enquanto esta escrevia “Flush: memórias de um cão” inspirado na relação entre Elizabeth Stanton e seu cão, narrado pela perspectiva deste.

Ao ler este conto pensei ter notado referências ao relacionamento entre Virginia e Vita Sackville-West, sua amante, e indiretamente – ao notar o grupo de Bloomsbury, ver surgir outras mulheres essenciais na vida de Virginia e na construção de sua literatura feminista. Ao tratar da francesa Colette, seu relacionamento homossexual também foi ressaltado, o que serviu de exemplo à gata Kiki-la-Doucette para ignorar com todas as forças as investidas do gato da vizinhança. A sexualidade é um ponto forte na obra e aparece mais gritante no conto do Chimpanzé ao aproximá-lo ao máximo do humano.

Leia mais

Entrevista com Ray Tavares escritora de “Os 12 Signos de Valentina”
Literatura Angolana – ONDJAKI “Os Transparentes”| Desdobramentos da Política e do Imaginário
Mãe Sem Manual – Rita Lisauskas| Lançamento da Editora Belas Letras
Fotografia

Amizade retratada em Alice no País das Maravilhas – Projeto Ângulo Literário

23.02.17

Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Alice no País das Maravilhas é o clássicos mais atemporal – permita-me dizer – do mundo! E busquei trazer para o Projeto Fotográfico Ângulo Literário a amizade retratada nos livros, com a delicadeza e cuidado que o País das Maravilhas merece! Os biscoitinhos “eat me” e o vidrinho “drink me” eu ensinei a fazer nesse post ( te aconselho a ir abrindo os links e ir conferindo-os quando terminar a leitura desse post, tem muuuuita coisa bacana pra você!). E o Funko do Chapeleiro Maluco foi comprado nesse grupo do Facebook. Os bichinhos de pelúcia são do AliExpress, e nesse post eu deixei tudo explicadinho sobre os vendedores e sobre como comprar no Ali. O chapéu do Chapeleiro foi cordialmente emprestado pela minha parceira Thais Fantasias, para o meu Photoshoot temático – que logo sairá aqui no blog, e prometo, vocês nunca mais irão se esquecer dele! Ah e a cachorrinha é a Belinha, a minha Belinha ♥Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Eu adoro fundo branquinho em fotos – principalmente quando estão postadas no Instagram, adoro a organização do feed todo cheio de luz e coisas fofinhas! Para meu querido fundo clarinho, eu precisava de um edredom ou um lençol branco, mas como eu não tenho nem um nem outro, fui salva pela minha avó. Ela encontrou um tecido branco e lindo – com alguns furinhos – de algodão, sendo que seu único problema era estar com as marcas de dobrado. Eu utilizo iluminação natural – estendo o tecido nas escadarias do jardim da minha casa, de modo que a luz do sol não bata diretamente mas deixe uma boa iluminação.Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Tirei as fotos com o modo HDR do meu celular e editei-as no aplicativo Meitu – é um aplicativo chinês muito bom com uns filtros com uma carinha meio candy mas não tão pesada como o Candy Camera. Uma coisa que não gostei muito é o óbvio: a edição tira muito da definição e da qualidade da imagem – mas no Instagram ela continua bonita!Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição.

Alice: Chapeleiro, você me acha louca?
Chapeleiro: Louca, louquinha ! Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são assim!

Gostaria de usar essas fotos para falar sobre amizade; principalmente a amizade mais visível para mim – e mais explorada nos live actions atuais – entre Alice e o Chapeleiro. Para mim, sua loucura transmite uma calma e serena proteção envolta da menina, suas diversões na mesa do chá servem como que para tirá-la de seu estupor e de sua incessante busca pelo coelho branco. Alice: Chapeleiro, você me acha louca? Chapeleiro: Louca, louquinha ! Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são .Gostaria de lembrar também, a amizade entre Alice e o gato Cheshire, que com seus enigmáticos olhos e assombrosas frases, fazem Alice refletir sobre o mundo a sua volta e sobre o mundo “real”

“Aonde fica a saída?”, Perguntou Alice ao gato que ria.
”Depende”, respondeu o gato.
”De quê?”, replicou Alice;
”Depende de para onde você quer ir…”
Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição.
“Entenda os seus medos, mas jamais deixe que eles sufoquem os seus sonhos.”

Alice foi e sempre será uma história muito importante para mim. Foi a partir dela, quando me vesti de Chapeleiro que apreendi meu amor por Cosplays e por caracterização. Além disso, foi com a Alice que consolidei importantes amizades, em uma fase em que eu não tinha mais ninguém. Sempre gostei de acreditar nessa magia, de acreditar no que há por trás de cada mensagem, na força que ela pode ter. Acho que algumas, como essa de cima, são tão reais que me parecem quase tangíveis ao toque – o medo pode nos sufocar.


Outro elemento importante nesse mini ensaio fotográfico, é a Belinha; Ela não pode ir no, digamos, ensaio oficial, então acabei fazendo um exclusivo só pra ela, pois ela não poderia ficar de fora de toda essa atmosfera mágica. Ela não gosta muito de fotos mas até que ficou quietinha – principalmente depois que coloquei a gravatinha em seu pescoço, ela ficou se sentindo toda toda!

Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição. Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição.

Projeto Fotográfico Ângulo Literário - A amizade no livro Alice no País das Maravilhas. Fotografia e edição por Samira Oliveira. Técnicas de composição de fotos (flat lay), iluminação e edição.

Atenção: Todas as imagens do post são de propriedade minha, portanto, se for usar alguma dê-lhe seus devidos créditos. Entretanto, sinta-se a vontade de piná-la no Pinterest se gostar – assim você ajuda mais gente a se inspirar e se encantar com a magia de Alice.


Agora me conte, o que você achou desse mini ensaio com a minha poodle? Gostou da edição? O que você espera para o próximo desafio? Ah e não se esqueça de me seguir no Instagram ein? E se tentar fazer os biscoitinhos e a poção da Alice, mande foto deles pra mim pela FanPage

Posts das outras participantes: Diz Aí, Mariazinha ♥ Eu Randômica ♥ No Mundo da Lua ♥ Michele Diniz

Harry Potter Photoshoot Always – The Most Perfect Photos of The Magic World.
O ensaio de Harry Potter mais mágico que você verá hoje.
Protagonismo da Mulher na Literatura – Projeto Ângulo Literário
Pessoal Textos

Eu escolhi você.

02.06.16
Olhos de Belinha - Poodle, cachorros.

Pois quando aqueles olhos te miram, te desnudam e te invadem; você sabe,ele sabe tudo sobre você. Por esse olhar tão sincero você deixa-se invadir pela verdade e pelo calor que ele pode oferecer. Você sabe que está sendo invadido de amor e paz quando esses olhos se mostram sabidos e sinceros.

Você sabe que o ama quando chegou em casa em um dia exaustivo e foi recebido com pulinhos e lambidas. Sabe que o ama pois quando brigou com todos, ele chegou, se aninhou a você e te fez ter certeza que tudo ficaria bem. Crê em tamanho sentimento porquê quando você esqueceu de falar com ele, de dar comida ou de levar para passear, ele não se esqueceu de você; não se vingou e nem tirou satisfações, antes te recebeu como se aquele fosse um dia como qualquer outro. Um dia a mais em que ele poderia fazer da sua existência algo menos doloroso e dar um sentido a sua vida (e não a dele).

Você pode não perceber mas a cada dia que você vive, para ele se passam mais de dez anos. E por isso a cada amor que você o dá faz com que esse sopro de vida tenha um significado. Porque ele fez da vida dele a sua, ele fez com que toda a razão de seu respirar fosse o brilho dos seus olhos. Ele fez com que o amor fosse resumido e contido no lugar – talvez – mais improvável, mas com certeza o mais leal.
Quando ele te revolve a alma, te encara e seus olhar tem paz, saiba: ele está passeado pelo seu interior. Com os olhos espertos e o amor profundo ele sabe exatamente o que se passa dentro do turbilhão que você é. Ele quer que você perceba – ele está gritando silenciosamente por isso – que o seu turbilhão tem os mesmos reflexos do dele. Ele quer que você sinta que, se o amor for forte, vocês não se encontrarão apenas nessa vida – vocês são almas que se reencontram! Quando ele te mira desta forma é para dizer que apesar de sua forma ele está ai ao seu lado como alma; como sopro, como luz infinita para iluminar seu turbilhão. Ele quer que você entenda que é seu amigo na forma mais profunda da palavra; quer sua atenção para compreender que o que ele sente é tão superior ao que você está acostumado, que não consegue atingir tamanho sentir – mas quando isso acontece ele escorre pela face.
Quando ele para o mundo apenas para sentar ao seu lado. Quando ele corre atrás de você como uma sombra forte. Quando ele chora pedindo perdão. Quando ele olha, quando ele vê, quando ele te transforma, quando ele te ama. Ele quer apenas dizer: eu estou aqui.

Olhos do Bolt - Border Collie
Eu estou ao seu lado e minha alma é tão ligada a sua, que eu entendo todo o seu amor mesmo que você não me diga; que eu sei todas as suas dores e conflitos mesmo que você não me explique. E por tudo isso e apesar de tudo eu quero relembrar, porque relembrar é o que me faz viver… Lembra quando eu era pequeno e você me deitava na caminha e contava história de vocês para eu dormir? Eu não entendia o que você queria dizer, mas entendia que era o seu tempo limitado que você preciosamente gastava comigo; mas eu não queria dormir, queria ficar eternamente ouvindo sua voz. Lembra quando eu cheguei? E você me aninhou nos seus braços – eu era tão pequeno – mas você me aqueceu e me colocou junto ao seu coração, ali eu pude ouvir o som alto do sentimento humano que você tão maravilhosamente me dedicou. Lembra daquela vez que você me colocou em cima da caminha e da cadeira da cozinha e escreveu numa lousa? Você queria que eu aprendesse matemática, mas… Nem mesmo você gostava dela, porque eu deveria? Mas você ficava tão feliz ensinando as letras que eu tentei até aprender, mas o meu corpo físico só suportou entender sua voz. Lembra das vezes, aquelas preciosas vezes que você chegou tarde em casa? Você não foi me ver no quintal, você não abriu a porta para mim, você não foi saber como foi o meu dia… Mas saiba, ele foi repleto de relembranças de você; mesmo que você não tenha ido me ver saiba que eu fiquei mais tranquilo, pois você chegou! Estava bem e salvo em casa, pois lá fora eu não posso te defender já que você não me deixa ir aos lugares com você. Mas saiba que cada um desses dias da minha existência – que foram tão passados e normais para você – foram preciosos para mim pois pelo menos sua voz eu ouvi.
Chegará um dia em que eu não vou mais poder sentar no seu colo para você me abraçar enquanto você chora. Não poderei mais latir de alegria por ver seu rosto nem responderei contente à sua voz. Um dia eu não serei mais seu cachorrinho mas serei eternamente o que eu sempre fui: o seu eterno amigo. Poderei assim, lá de cima junto do papai do céu, olhar por você. Vou pedir todos os dias para que eu possa ser um raio de sol no seu despertar; ser uma florzinha no seu caminhar, ser aquele ventinho bom perto da praia. Pedirei para ser novamente seu amigo, seu guardião, sua vida, sua alma; e se Ele quiser eu serei, pois sou eterno, pois sou o maior amor que você pode sentir, pois sou um enviado Dele para fazer seus dias melhores. Eu sou seu anjinho para que a caminhada não seja tão penosa e que os passos não sejam tão pesados. Sou seu para que você entenda – de uma vez por todas – que o amor está nas coisas mais humildes e simples da sua vida. Por isso e por tudo eu te escolho – não você – porque eu sabia que a sua dor era algo que eu poderia curar; suas feridas eram coisas que eu poderia suportar e toda a sua angústia e sofrimento e poderia aplacar apenas por estar ao seu lado. Por isso e por todos os nosso dias, eu escolhi você. ♥

Amigo, ainda me sobraram dedos para te contar.
Mirando-se no espelho.
18 coisas que você precisa saber antes de Morar Sozinho